SEJA UM SEQUIDOR DO BLOG DO ACS ROBERTO

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Nossos agentes de endemias estão diariamente nos bairros visitando as casas, fazendo o combate à doença!!


Prefeitura dá início à Campanha de Combate a dengue
Aquinei Timóteo, Assessoria PMRB
02-Out-2009

Dados da Secretaria Municipal de Saúde mostram que os casos da doença têm diminuído na Capital. Município atua na prevenção campnha_dengue_1_mv.jpg Secretário Municipal de Saúde no lançamento da campanha (Foto: Marcos Vicentti/Assessoria PMRB) campnha_dengue_5_mv.jpg Secretário Estadual de Saúde destacou a importância das parcerias nesse trabalho (Foto: Marcos Vicentti/Assessoria PMRB) A prefeitura de Rio Branco deu início hoje pela manhã, 2, no auditório do Sebrae à Campanha de Combate a Dengue. A solenidade contou com a presença dos vereadores Jessé Santiago, Elias Campos, Cabide, Juracir Nogueira, Ricardo Araújo e dos secretários Pascal Khalil, Cezário Braga, Evandro Rosas, Arthur Leite, Márcio Batista, do presidente da Empresa Municipal de Urbanização, Gildo César; e do Secretário Estadual de Saúde, Osvaldo Leal; além de agentes comunitários de saúde, agentes de endemias e representantes do movimento social. Com a campanha, a prefeitura de Rio Branco busca intensificar as ações de combate ao mosquito aedes aegypti, transmissor da dengue. Para isso o trabalho será desenvolvido sobre três eixos. O primeiro envolve os agentes de endemias, os agentes comunitários de saúde e todo o aparato da Secretaria Municipal de Saúde. O segundo eixo procura articular a Secretaria Municipal de Assistência Social (Semcas), a Empresa Municipal de Urbanização (Emurb), a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur) e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semeia) para o desenvolvimento de ações de combate a doença. O terceiro ponto abrange a campanha de mídia, com cartazes, vídeos e spots para divulgação nas rádios e emissoras de televisão. "Acho que o principal objetivo dessa campanha é o envolvimento de todos. Sabemos que a dengue é um problema coletivo e para vencermos esta ‘guerra' é necessário um esforço também coletivo, que envolva a sociedade civil organizada, as secretarias e o governo do estado. Nossa ação tem que ser preventiva e muito forte", ressaltou o secretario Municipal de Saúde, Pascal Khalil. A maior incidência da doença ocorre em pessoas com idade entre 20 e 39 correspondendo a estudantes e trabalhadores, que possuem uma mobilidade maior em diversas regiões da cidade, por conta de suas atividades, estando mais expostos à doença no domicilio, trabalho ou escola. Nesse sentido, destaca-se a necessidade de adoção de estratégias de controle e eliminação de vetores e ações de educação em saúde nos setores de trabalho: órgãos públicos, empresas, comércios e canteiros de obras. Este ano Rio Branco notificou mais de 17 mil casos de dengue, sendo que 15,7 mil foram confirmados. Destes, 15,6 mil contraíram dengue clássica, 112 tiveram complicações, sendo 14 casos de dengue hemorrágica e 3 óbitos. No período crítico da doença, nos meses de fevereiro e março, o Município atuou em diversas frentes contra a dengue. Empossou novos agentes de endemias e hoje conta com 260 servidores. Outros 400 agentes comunitários de saúde atuam nos bairros levando explicações sobre o mosquito. Disponibilizou o Centro de Saúde Barral y Barral, Cláudia Vitorino e o Centro de Saúde do Tucumã com atendimento 24 horas, para os casos suspeitos de dengue. Nessas unidades a equipe de profissionais de saúde foi ampliada com mais médicos, enfermeiros, técnicos e serviços laboratoriais. "Agora vamos redobrar nossas ações no combate a dengue. O envolvimento de todos é muito importante para o combate a esta doença", disse o prefeito em exercício Eduardo Farias e acrescentou "Nos próximos meses recomeçam as chuvas, por isso é muito importante o trabalho no combate ao mosquito e aos criadouros. A participação de todos é muito importante e só assim conseguiremos vencer este inimigo", finalizou. campnha_dengue_3_mv.jpg Campanha alerta para a importância da população se preocupar com a prevenção da doença mesmo antes de começar o período de chuva (Foto: Marcos Vicentti/Assessoria PMRB) Casos de dengue diminuem na Capital O secretário Municipal de Saúde, Pascal Khalil, salientou que há uma redução sistemática nos casos de dengue na capital. Segundo ele, os boletins informativos sobre a situação da doença na cidade, divulgados pela prefeitura em parceria com o governo do Estado, mostram que houve redução dos casos notificados. "A tendência é de que mantenhamos essa redução. Os números mostram isso", disse Pascal ressaltando que essa redução não significa uma diminuição das ações no combate à doença nos próximos meses, pelo contrário. "Nós acreditamos que já tivemos nossa semana de pico da doença, no final de fevereiro, início de março, quando tradicionalmente isso ocorreria em abril. Agora estamos com redução constante dos casos", destacou Pascal Khalil. Na avaliação do secretário, essa redução nos casos é resultado da forte presença dos agentes de endemias nos bairros da cidade e da atuação do fumacê. "Nossos agentes de endemias estão diariamente nos bairros visitando as casas, fazendo o combate à doença. Os carros do fumacê estão fazendo a cada quatro dias a cobertura de toda a cidade, o que diminui significativamente a presença do mosquito adulto e, consequentemente a contaminação. Mas isso não significa que, por obtermos bons resultados, iremos reduzir nossa ação nos bairros da cidade. Pelo contrário, vamos continuar intensificando nossas ações", enfatizou o secretário. FONTE:/www.agencia.ac.gov.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FAÇA UMA PERGUNTA AO ACS ROBERTO!

MATERIAS DO BLOG DO ACS ROBERTO