SEJA UM SEQUIDOR DO BLOG DO ACS ROBERTO

sábado, 30 de novembro de 2013

O blog ACS ROBERTO vem, de público, formalizar veemente repúdio à ação nefasta da Presidente DILMA ROUSEFF,

O blog ACS ROBERTO vem, de público, formalizar veemente repúdio à ação nefasta da Presidente DILMA ROUSEFF, e os deputados líderes da base aliada do governo,que tentam de todos os meios impedir a votação do piso salarial nacional dos Agentes comunitário de saúde, e repugnante ver o posicionamento da Presidente DILMA ROUSEFF nestes últimos dias.

É muito grave que a autoridade máxima do País declare que os agentes comunitário de saúde e agentes de endemias são todos (""vagabundos""!É ainda mais grave que tenha escolhido um momento de enorme visibilidade para fazer tal declaração,A declaração de Dilma Rousseff é inadmissível sob qualquer circunstância.

Essa forma de ação da Presidente DILMA ROUSEFF visa, tão somente, satisfazer suas vaidades pessoais,interesses individuais e obscuros! É deprimente saber pela mídia ,que a Presidente DILMA ROUSEFF desceu tão baixo ao ponto de proferi palavras de baixo calão a uma categoria que mudou os rumos da saúde publica do Brasil.


Por estas e outras razões,O blog ACS ROBERTO reafirmam a sua posição contrária a qualquer movimento ou ação que resulte na divisão da nossa categoria,É reitera total apoio a CONACS.

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

A presidente Dilma Rousseff aliviada por ter conseguido impedir a votação do piso salarial nacional dos Agentes Comunitários de Saúde! O piso salarial nacional dos Agentes Comunitários de Saúde iria QUEBRA O BRASIL afirmou A presidente Dilma Rousseff.

 
A presidente Dilma Rousseff aliviada por ter conseguido a GRANDE vitória de ter impedindo  a votação do piso salarial nacional dos Agentes neste ano 2013. 

O líder do governo, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), confirmou agora pouco (28/11/2013)que os líderes da base aliada irá retirar o projeto do piso salarial nacional dos Agentes Comunitários de Saúde “Vamos salvar as contas publicas do pais: disse O líder do governo, deputado Arlindo Chinaglia !

O  piso salarial nacional dos Agentes Comunitários de Saúde iria QUEBRA O BRASIL, afirmou A presidente Dilma Rousseff.O NOSSO  governo não quer arriscar ver aprovado o piso salarial de agentes comunitários de saúde colocar o pais em uma crise.

fonte: acs Roberto
 

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

A presidente Dilma Rousseff disse: Não daremos nem um piso a esses VAGABUNDOS! O piso salarial nacional dos Agentes Comunitários de Saúde – ACS e Agentes de Combate às Endemias – ACE. Não será mais VOTADO EM 2013

 
A presidente Dilma Rousseff  derrotou o piso salarial nacional dos Agentes Comunitários de Saúde – ACS e Agentes de Combate às Endemias – ACE. Não será mais VOTADO  o piso salarial nacional dos Agentes Comunitários de Saúde, NESTE ANO 2013.

A presidente Dilma Rousseff chamar ao Palácio do Planalto os líderes dos partidos NOVAMENTE para solicitar que barre a votação do  piso salarial nacional dos Agentes Comunitários de Saúde, A presidente Dilma Rousseff disse: Não daremos nem um piso a esses VAGABUNDOS, em uma reunião secreta com seus ministros e vice-presidente Michel Temer . veja o áudio:

O deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB/CE),disse  Cadê os deputados que, semana passada, aqui diziam, nesta tribuna, que trancariam a pauta e não votariam mais nada se não fosse votado o piso? Ficaram como covardes!O deputado disse que ficou surpreso com essa ação da própria presidente Dilma Rousseff é lamentável uma presidente dizer isso.

A CONACS [Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde] precisa se pronunciar com essas declarações e quais serão os próximos passos a serem dados na luta pelo piso salarial nacional dos Agentes. 

fonte:  http://g1.globo.com/


terça-feira, 26 de novembro de 2013

O líder governista confirmou que os líderes da base vão se reunir no Palácio do Planalto, às 19h 16/11/2013, com o vice-presidente da República Michel Temer e ministros para tratar do piso salarial de agentes comunitários de saúde.

 
O líder governista confirmou que os líderes da base vão se reunir no Palácio do Planalto, às 19h 16/11/2013, com o vice-presidente da República Michel Temer e ministros para tratar do piso salarial de agentes comunitários de saúde. Ele voltou a dizer que o governo não pretende aumentar os repasses atuais de R$ 950 por agente feito pela União aos municípios.

O impasse está se os municípios serão chamados a repartir os custos do aumento salarial dos agentes. "Os municípios, especialmente os pequenos, alegam que não poderão arcar com gastos complementares se o piso se aproximar do total repassado pel governo. Isso é um apelo e ao mesmo tempo gera uma tensão", disse.

A presidente Dilma Rousseff debocha dos agentes comunitários de saúde e afirmou que a proposta que cria o piso salarial para os agentes de Saúde, é uma VERDADEIRA ABERRAÇÃO eles não merecem ESTE PISO NACIONAL!

 
Presidente Dilma Rousseff indagou os deputados que lá estavam presente  O QUE ESSES ACS/ACE FAZEM MESMO??? 

A presidente Dilma Rousseff debocha  dos agentes comunitários de saúde e de combate a endemias em mais uma reunião do Conselho Político, que reúnio líderes e dirigentes dos partidos aliados do governos.

Presidente Dilma Rousseff  cantarolou a música “Deixa a Vida me levar”, chegando a dar batidinhas ritmadas na mesa e afirmou que a proposta que cria o piso salarial para os agentes de Saúde, é uma  VERDADEIRA ABERRAÇÃO eles não merecem ESTE PISO NACIONAL  temos más coisas importante pra fazer disse  presidente Dilma Rousseff.,  

É indagou os deputados que lá estavam presente  O QUE ESSES ACS/ACE FAZEM MESMO???  além de causa  um grave impacto nas contas públicas, em especial dos municípios.

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Presidente Dilma Rousseff disse Tenho nojo dos ACS/ACE eles fedem!!! Bomba , Bomba, Bomba!!!!! Presidente Dilma Rousseff disse que os Agentes de Saúde e de Combate às Endemias só geram gastos públicos, e que eles não precisam ganhar mais o que eles ganham já suficiente.

 
Bomba , Bomba, Bomba!!!!!, Para todos os agentes comunitários de saúde e de combate a endemias do Brasil. Presidente Dilma Rousseff  realizou novamente no Palácio do Planalto uma reunião dia (25/11/2013)  com os líderes da base com principal tema o Piso dos Agentes de Saúde e de Combate às Endemias  que esta na pauta da Câmara dos Deputados.

O deputado e líder do governo Arlindo Chinaglia defendeu que não se deveria trabalhar para liberar a pauta e votar o projeto que cria um piso salarial nacional para agentes comunitários de saúde ainda em 2013 ele disse que e totalmente contra o piso nacional dos Acs/Ace.

Presidenta Dilma Rousseff durante reunião do Conselho Político, no Palácio do Planalto. 
Presidente Dilma Rousseff  elogiou os políticos presentes por terem, na semana anterior, assinado um pacto para não aprovarem  o projetos que cria piso salarial nacional para agentes comunitários de saúde a Presidente Dilma Rousseff disse que os Agentes de Saúde e de Combate às Endemias só geram gastos públicos, e que eles não precisam ganhar mais o que eles ganham já suficiente disse Dilma Rousseff aos deputados na reunião.

Segundo informações  extra oficial será muito difícil votar o projeto que cria um piso salarial nacional para agentes comunitários de saúde ainda em 2013 Para o líder do PR, deputado Anthony Garotinho (RJ), a controvérsia sobre os temas que trancam a pauta é tamanha que é possível que a Câmara termine o ano sem votar o piso salarial nacional para agentes comunitários de saúde , que ficariam para 2014. 

FONTE ACS ROBERTO 

sábado, 23 de novembro de 2013

O piso salarial dos agentes comunitários de saúde e de combate a endemias esta pautado para terça-feira (26/11/2013).

 
Estado de alerta para todos os Agentes comunitário de Saúde e de Combate às Endemias A pauta do Plenário da próxima semana continua trancada porem O Projeto de Lei 7495/06, do Senado, que fixa o piso salarial dos agentes comunitários de saúde e de combate a endemias esta pautado para terça-feira (26/11/2013).

Entretanto, para a matéria ser analisada, a pauta precisa ser destrancada com a votação dos projetos com urgência constitucional.O Executivo se recusa a aumentar as despesas da União com os repasses aos municípios para o pagamento dos agentes, atualmente de R$ 950 por profissional.

Agentes de saúde de Fortaleza protestam durante visita da presidenta Dilma queremos a regulamentação do piso salarial dos agentes de saúde

Grupo protesta contra presidente Dilma em Fortaleza (Foto: Diana Vasconcelos/G1 CE) 

Agentes de saúde protestam em Fortaleza durante visita da Dilma.Agentes manifestam bloqueio que impede votação do piso salarial.

Agentes de saúde de Fortaleza realizam um protesto na manhã desta sexta-feira (22) no Centro de Fortaleza, onde a presidente Dilma Rousseff dará a ordem de serviço da linha Leste do Metrô de Fortaleza. Os agentes manifestam contra o pacto feito por líderes políticos para votar projetos que onerem o governo, o que obstruiu o projeto para regularizar o piso salarial dos agentes.

"Estamos sem definição do piso, com a pauta garantida, mas obstruída pelos projetos de urgência da presidenta Dilma. Com isso fica impedindo a regulamentação do piso salarial dos agentes de saúde", reclama Ilda Angélica, vice-presidente da Confederação Nacional dos Agentes de Saúde.

Grupo protesta contra presidente Dilma em Fortaleza (Foto: Diana Vasconcelos/G1 CE) 
"Estava tudo certo para ser votado o nosso projeto, e depois, numa jogada, a presidente chamou os líderes partidários para que não votassem nenhum projeto que onerasse o governo. Isso deixou a nossa situação dificultosa", diz Luiz Cláudio, diretor da Confederação Nacional dos Agentes de Saúde.

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Os Agentes comunitário de Saúde e de Combate às Endemias LIDERADO pela CONACS estão fazendo o possível e o impossível para que Piso dos Agentes de Saúde e de Combate às Endemias ainda seja votado esse ano legislativo de 2013



Corrida contra o tempo para os Agentes comunitário de Saúde e de Combate às Endemias em prol da a votação do piso nacional dos ACS/ACE,depois da diabólica  manobra da presidente Dilma Rousseff. com o  Pacto do DIABO feito por ela e os os deputados líderes do congresso onde assinaram contra o piso nacional dos ACS/ ACE.


Os Agentes comunitário de Saúde e de Combate às Endemias LIDERADO pela CONACS estão fazendo o possível e o impossível para que Piso dos Agentes de Saúde e de Combate às Endemias ainda seja votado esse ano legislativo de 2013, prazo dos trabalhos no congresso que vai até o dia 20 de dezembro 2013, caso contrario dificilmente conseguiram o piso nacional.

O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, se comprometeu  com os Agentes comunitário de Saúde e de Combate às Endemias e a  - CONACS em colocar em votação  o  piso nacional dos ACS/ACE, esse talvez seja o nosso principal trunfo nas mãos.

PRESIDENTE DILMA IMPEDE VOTAÇÃO DO PISO COM ESTRATÉGIA RASTEIRA




Os agentes de saúde juntamente com sindicatos e a CONACS, adotaram a tática de atacar pessoalmente cada deputado federal, para que ele fosse a favor da votação da regulamentação do nosso piso nacional.
 
Munidos de botons e de uma mensagem política destinada a cada um dos deputados, os diretores do SINDAS se fizeram presentes em todas as mobilizações em Brasília. Na mais recente, ocorrida dias 18 e 19, percebemos no semblante de todos os deputados com os quais tivemos contato, que não era mais possível fugir da votação.
 
 Todos os deputados ficaram encurralados com a nossa pressão e das duas uma, seriam expostos no plenário se votassem contra o piso ou votariam a favor dos agentes.
 
Sabendo que se o PL 7.495/2013, fosse posto em votação os deputados não teriam como fugir, a Presidente Dilma rasteiramente convocou uma reunião todos os líderes de partidos e com todos pediu para que assinassem o Pacto pela Responsabilidade Fiscal, documento este, que assinado pelos membros do Conselho Político, firma o compromisso de não votar nenhuma matéria este ano que gere despesas para a União.
 
O alvo principal da Presidente Dilma nessa atitude vil e covarde, foi o piso dos agentes, pois ela tem certeza que se o PL 7.495/2006 fosse colocado em votação, os deputados aprovariam e se ela quisesse se expor teria que vetar. Ela sabe que vetar a matéria é mais desgastante e negativo pra ela, mas deveria saber também que não somos mas tolos e temos a coincidência de que essa atitude se equipara ao um veto da parte dela.
 
Sem medo de errar, afirmo que vergonhosamente o nosso Congresso Nacional é subserviente a Dilma e se ajoelha aos seus pés a hora que ela quiser. A separação dos poderes Legislativo e Executivo contidos na Constituição de 1988, não funciona em Brasília é meramente simbólico, pois lá manda quem pode(Dilma) e obedece quem tem juízo (deputados).
 
Taxamos o boicote a votação do nosso piso, como uma verdadeira afronta a Democracia do País e demonstração da vergonhosa superveniência do Legislativo ao Executivo.
“Viva a escravização dos deputados! Viva a Presidente Dilma que se precisar dará de chicote no legislativo”.                                                                
FONTE: Blog do Cosmo Mariz

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Ruth Brilhante de Souza Presidente da CONACS CONVOCAR, todos os ACS e ACE do Estado do Ceará para participarem da “MOBILIZAÇÃO AGENTE DE SAÚDE NÃO DESITE NUNCA!" A União faz a força!

CONVOCAÇÃO GERAL DOS ACS e ACE DO ESTADO DO CEARÁ

21/11


A CONACS – Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde, por intermédio de sua Diretora Presidente, vem por meio desta CONVOCAR, todos os ACS e ACE do Estado do Ceará para participarem da MOBILIZAÇÃO AGENTE DE SAÚDE NÃO DESITE NUNCA!", que se realizará no dia 22 de novembro de 2013, na Praça da Lagoinha, mais conhecida como "Praça do Malandro", Fortaleza-CE, com concentração às 08:00h da manhã, oportunidade em que se fará presente no Ceará a  Presidenta Dilma Rousseff.

                
Solicitamos que os ACS  e ACE marquem presença, munidos de faixas, cartazes, e com camisetas do Piso Salarial ou mesmo com o uniforme de trabalho. A vice-presidente da CONACS, Ilda Angélica estará juntamente com outras lideranças do SINDSAÚDE, SINASCE e ASSOCIAÇÕES MUNICIPAIS presentes e conduzindo o manifesto.

Esclarecemos que esta mobilização é em caráter de urgência e está sendo promovida com o objetivo de obtermos uma posição do Governo sobre a regulamentação do Piso Salarial Nacional dos ACS e ACE.

               
 A presença e participação de todos da Federação, sindicatos da categoria, associações de ACS e ACE e simpatizantes da causa, será fundamental para a conquista dos nossos objetivos de aprovação do Piso Salarial Nacional.
OBS: Em tempo, informamos que esta mobilização será organizada pela CONACS e demais entidades sindicais envolvidas no movimento! Maiores informações serão disponibilizadas a qualquer momento via site www.conacs.com.br , podendo entrar em contato via telefone 085 8737-0317 (OI) e 85 9702-2494 (TIM)
 
Sem mais para o momento e certa de contar com a presença e participação de todos, envio votos de amizade e apreço.
A União faz a força!
Ruth Brilhante de Souza
Presidente da CONACS
Contatos:
Conacs2011@hotmail.com
Fone/fax: 062 3505-1315 ou 62 9949-8365

Dilma Rousseff pediu para que todos os líderes da Câmara dos deputados assinarem o Pacto do DIABO contra o piso nacional dos Agentes comunitário de Saúde e de Combate às Endemias.

 
Nem tudo esta perdido, para  os Agentes comunitário de Saúde e de Combate às Endemias ainda há ESPERANÇA para nós!


O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, se comprometeu o com o líder do PSC e a  - CONACS Confederação Nacional dos Agentes de Saúde , de que votará o Piso dos Agentes de Saúde e de Combate às Endemias ainda durante o ano legislativo de 2013, que irá até o dia 20 de dezembro 2013.

 A postura da presidente Dilma é estranha em relação à condução do Piso dos Agentes. Como numa negociação corriqueira a parte que deveria ceder, Governo - impõe, e a que não deveria perder, categoria dos Agentes - cede, e ainda assim não se chega a um acordo. Não dá para entender, por que a presidente Dilma Rouseff tem tanto ÓDIO do agentes comunitário de saúde.


Alguns  deputados saíram em defesa do ACS/ACE  e disse: O Palácio do Planalto deseja que o Congresso Nacional se ajoelhe diante  as vontades da presidente Dilma Rousseff . O Legislativo deve trabalhar em harmonia com o Executivo, não ser subserviente. Não podemos ser reféns de nenhum Governo.

 Além de tudo, o PL 7495/06 que fixa o pio salarial dos Agentes Comunitários estava sendo negociado há tempos para votação. Nós  jamais iríamos aceitar um acordo desses e, juntamente comigo, o senador Eduardo Amorim e o deputado Anthony Garotinho  não assinaram,Esse pacto do DIABO contra o Agentes comunitário de Saúde e de Combate às Endemias,disseram os deputados aliados dos acs/ace.

Um outro imbróglio é que todas as solicitações de negociação da Presidência da República foram acatadas pela categoria CONACS Confederação Nacional dos Agentes de Saúde   , o que deixa os parlamentares e líderes sem nenhum tipo de argumento contrário para não se votar a matéria.A presidente Dilma Rousseff pediu para que todos os líderes assinassem o Pacto do DIABO  contra o piso nacional dos Agentes comunitário de Saúde e de Combate às Endemias.


quarta-feira, 20 de novembro de 2013

PRESIDENTE DILMA ROUSEFF MOSTROU QUE ESTÁ EM GUERRA COM A CATEGORIA DOS ACS E ACE É TOTALMENTE CONTRA PISO NACIONAL DO AGENTES COMUNITARIO DE SAUDE


 
ATENÇÃO!!!! O GOVERNO MOSTROU DE VEZ QUE ESTÁ EM GUERRA COM A CATEGORIA DOS ACS E ACE. Jogou duro com os Líderes de Partidos da Base aliada, que assinaram um PACTO DE RESPONSABILIDADE FISCAL se comprometendo a não votar o Piso Salarial Nacional dos ACS e ACE. POR ISSO, cabe a CONACS INFORMAR OFICIALMENTE que daqui pra frente, a estratégia é derrubar o Governo na casa do povo brasileiro, ficando já acordado com os representantes de 13 Estados presentes hoje em Brasília, e pelos demais representados pela CONACS, FENASCE e CNTSS que:

1) A PARTIR DE AMANHÃ A CONACS FARÁ A DIVULGAÇÃO DE MATERIAL GRÁFICO, para que os 300 mil agentes de saúde, tirem cópias e entreguem diariamente em todas as famílias de sua micro-área, alertando a comunidade da falta de compromisso do Governo com a categoria dos ACS e ACE, e principalmente com o SUS. Usem da afinidade, amizade, conhecimento de cada um com suas famílias e peçam para que todos NOS APOEM, E NÃO VOTEM EM NENHUM POLÍTICO OU PARTIDO QUE ESTEJAM CONTRA O NOSSO PISO A PEDIDO DO GOVERNO DA PRESIDENTE DILMA!

2) NA 2ª SEMANA DE DEZEMBRO, a categoria estará se unindo numa grande mobilização na frente do Palácio da Alvorada, demonstrando toda a indignação da categoria com a forma humilhante que o Governo da Presidente Dilma está tratando a categoria dos ACS e ACE;

3) A PARTIR DESSA SEMANA, estaremos publicando nas redes sociais a CAMPANHA "PACTO DE RESPONSABILIDADE ELEITORAL DOS ACS E ACE", que difundirá nas redes sociais a campanha "eu + 13 NÃO VOTAMOS NO GOVERNO E SEUS ALIADOS";

4) SE ORGANIZAREM em seus Estados, para executarem grandes mobilizações em todos os locais em que a Presidente Dilma se faça presente!5) A mobilização em Brasília continuará com a presença da diretoria da CONACS e deverá ser solicitado que a categoria continuem manifestando contrariamente a todos os Líderes que se posicionarem contrários a votação do PL 7495/06 bem como os parlamentares que compõem suas bancadas, se manifestando da mesma forma favoravelmente aqueles Deputados do BEM que defenderem a nossa causa!

ESSAS ORIENTAÇÕES SÃO DE CARÁTER DE URGÊNCIA e A CONACS ESPERA QUE A CATEGORIA MOSTRE ESTAR UNIDA E REAJA IMEDIATAMENTE CONTRA O POSICIONAMENTO DO GOVERNO.

O Lider Anthony Garotinho, embora não tenha assinado o documento do Governo, se recusou tb a assinar o PACTO DE RESPONSABILIDADE COM O PISO SALARIAL

 
O Lider Anthony Garotinho, embora não tenha assinado o documento do Governo, se recusou tb a assinar o PACTO DE RESPONSABILIDADE COM O PISO SALARIAL ... segundo ele está aguardando um posicionamento do presidente Henriqur Alves.

A REVIRAVOLTA DO PISO NACIONAL DOS ACS/ACE DO BRASIL PACTO DE RESPONSABILIDADE COM PISO SALARIAL DOS ACS E ACE.



A lider do PC do B, Manuela Davila, o lider do PP Eduardo da Fonte, e o líder do PMDB, Eduardo Cunha se recusaram a assumir o compromisso do PACTO DE RESPONSABILIDADE COM PISO SALARIAL DOS ACS E ACE. O Líder do PDT, André Figueiredo, q tinha assinado no Pacto do Governo, também assinou o PACTO DE RESPONSABILIDADE COM PISO SALARIAL DOS A E ACE. A REUNIÃO de líderes prevista para agora as 11 horas, foi suspensa, e remarcada para após as15h.

Presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), insiste em votar o projeto que cria um piso salarial para agentes comunitários de saúde. A medida tem impacto anual de R$ 2,5 bilhões, segundo o governo.


Presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), insiste em votar o projeto que cria um piso salarial para agentes comunitários de saúde. A medida tem impacto anual de R$ 2,5 bilhões, segundo o governo.

terça-feira, 19 de novembro de 2013

A presidente Dilma Rousseff convocar Líderes da base do Congresso Federal em reunião com objetivo expesificamente de barra o piso salarial dos agentes comunitários de saúde! Líderes da base assinam pacto contra o piso salarial dos agentes comunitários de saúde

http://imguol.com/blogs/58/files/2013/09/DilmaDivulgacao.jpg 
A presidente Dilma Rousseff  convocar Líderes da base do Congresso Federal em reunião com objetivo expesificamente de barra o piso salarial  dos agentes comunitários de saúde,um pacto  foi feito entre os lideres  da câmara dos deputados para não vota o piso salarial  dos agentes comunitários de saúde os deputados lideres se  comprometeram de não apoiar piso salarial  dos agentes comunitários de saúde e nem vota no dia 20/11/2013.

PISO NACIONAL DOS AGENTES JÁ Senhor deputado, o grande dia chegou! O dia de sabermos se você e seu partido estão contra os mais de 300 mil agentes de saúde do País.

http://4.bp.blogspot.com/-SzHWYwQqD5E/UdiUWtP5tvI/AAAAAAAAHPw/MDmtHlDXSKk/s1600/scrapee_net_20111010130724OrQe.jpg

 PISO NACIONAL DOS AGENTES JÁ

     Senhor deputado, o grande dia chegou! O dia de sabermos se você e seu partido estão contra os mais de 300 mil agentes de saúde do País.
O ano de 2014 está por vir e os agentes do seu estado com certeza estarão com seu nome anotado, seja na relação dos apoiadores ou dos traidores da nossa causa. Dessa vez saberemos utilizar nossa liderança nas comunidades e feliz daqueles que tiverem os agentes ao seu lado nas próximas eleições. Pense nisso, seu estado é que lhe elege.
Segue abaixo a relação completa de todos os e-mail e twitters dos líderes partidários da Câmara dos Deputados. Sugiro que todos os colegas ACE e ACS do Brasil que tem acesso as redes sociais, que façam um bombardeio de pedido em prol do piso nacional.


Para enviar para todos ao mesmo tempo, coloque o assunto e no endereço de destinatário copie e cole a relação abaixo. 
 
FONTE: BIO ACS

Declaração de Fatinha Acs uma grande acs na luta PISO SALARIAL NACIONAL dos ACS/ACE

 
Tô indo mais uma vez a Brasília em busca de melhores condições de trabalho e dignidade para nós ACS's e ACE's. Temos direito a um PISO SALARIAL NACIONAL, porem o governo prefere ignorar e desrespeitar a nós que fazemos a saúde acontecer de verdade nos lugares mais adversos desse nosso país. Somente Deus pode todas as coisas e é Ele quem vai determinar se somos ou não dignos de receber e realizar este sonho!

ULTIMAS NOTICIAS SOBRE O PISO NACIONAL DOS ACS Declaração da Elane de Almeida assessora jurídica da Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde (Conacs) presidenta Dilma convocou a reunião do comitê econômico para amanhã as 16 horas, obrigando a maioria dos líderes da câmara a se ausentarem na tentativa de frustrar a votação do PISO SALARIAL NACIONAL DOS ACS


Tivemos notícias agora a noite que a presidenta Dilma convocou a reunião do comitê econômico para amanhã as 16 horas, obrigando a maioria dos líderes da câmara a se ausentarem nesse horário, e provavelmente adiando a votação dos projetos da pauta de terça para quarta-feira. Mais uma manobra do Governo na tentativa de frustrar a votação do PISO SALARIAL NACIONAL DOS ACS E ACE..... Não importa, quanto mais tempo demorar para aprovar o Piso, mais tempo teremos para convencer o povo brasileiro a não votar mais nesse Governo!

domingo, 17 de novembro de 2013

Declaração da Elane de Almeida assessora jurídica da Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde (Conacs)

Não sei se estou errada, mas essa semana percebi quem muitos colegar entenderam que estamos em uma guerra. E por isso não podemos nos ferir com "fogo amigo".

Podemos criticar, até discordar das estratégias que nossas lideranças estão usando. Mas acredito que criticar e discordar só é válido se estamos lado a lado de quem está "lá" na linha de frente, pois só assim, saberemos quem está com a razão.

Estamos em uma Guerra, e nosso exército tem sofrido grandes perdas, mas tb estão surgindo grandes Lideranças, forjadas na Guerra e que estão demonstrando a cada dia maturidade, responsabilidade e espírito de liderança, capaz de alimentar a esperança em seus liderados. Estamos em uma Guerra e nós somos o "DAVI" e o Governo o "GOLIAS", e como DAVI iremos vencer também com a FORÇA DO DEUS!


http://www.conacs.com.br/index.php?acao=noticia&id=217

“NÃO DESISTIMOS NUNCA!” E a cada dia que passa, as pressões nas bases aumentam, tornando Votação do piso salarial dos agentes comunitários de saúde e de combate às endemias PL 7495/06 a pauta de maior interesse na Câmara de Deputados.

Vencer pelo cansaço! Essa é a estratégia da Presidenta Dilma para desmobilizar a categoria e desgastar a CONACS no processo de negociação.
 
Vencer pelo cansaço! Essa é a determinação da categoria e das lideranças que acompanham a CONACS durante toda essa reta final de negociações com o Governo, e já demonstrou que não é apenas força de expressão afirmar que “NÃO DESISTIMOS NUNCA!” E a cada dia que passa, as pressões nas bases aumentam, tornando o PL 7495/06 a pauta de maior interesse na Câmara de Deputados.

As estratégias são as mesmas, com resultados desgastantes para ambos os lados, porém, a CONACS após avaliação dos trabalhos dessa última semana, sai confiante na determinação das lideranças em permanecer mobilizados e, sobretudo, unidos no propósito de buscar a aprovação do PL 7495/06, já nos próximos dias!

 AVALIAÇÃO DAS ESTRATÉGIAS

As mobilizações da categoria em todo o País promovida nos Aeroportos e nos municípios, bem como, a estratégia da CONACS em ocupar todos os corredores e gabinetes dos Parlamentares na Câmara de Deputados, causou um efeito muito positivo, a ponto de se provocar a convocação dos Líderes da base do Governo para uma reunião com a própria Presidenta.

A leitura política que se faz disso é que, embora o Governo tenha toda uma equipe de Ministros, estrategicamente indicados para negociar e persuadir os parlamentares no Congresso esgotou-se todas as artimanhas dos Ministros para convencer os Partidos da base aliada a não apoiarem a votação do Piso Salarial Nacional da Categoria dos ACS e ACE.

E mesmo tendo a CNM convocado os Prefeitos a estarem em Brasília no dia 12, com a finalidade de pressionar os Deputados a não apoiarem o PL 7495/06, a presença dos ACS e ACE em toda parte da Câmara de Deputados, armados com câmeras fotográficas e alimentando as redes sociais com a movimentação de todos os parlamentares, neutralizou qualquer estratégia da CNM para enfraquecer o apoio que a categoria vem recebendo dos Deputados Federais.

DAS MOBILIZAÇÕES DESSA SEMANA 

A CONACS recebeu com muita decepção a última proposta da Presidenta Dilma, e embora outras entidades já tenham se manifestado a favor desta proposta, a CONACS somente se manifestará na próxima terça-feira, após receber por escrito do Governo sua posição. Isso significa que até lá, as mobilizações de manifestação via redes sociais e nos aeroportos, rádio e paralisações deverão continuar, especialmente sendo direcionada aos membros do colegiado de líderes.

O colégio de líderes, é formado pelo Líder de cada um dos 21 partidos que compõe a Câmara de Deputados, sendo que, existe o entendimento de que, todos os partidos de oposição ao Governo estão “fechados” com a categoria. Dos 14 partidos que compõem a base aliada do Governo, alguns lídres como Jovair Arantes PTB/GO, Antoni Garotinho PR/RJ e André Moura  PSC/SE já se manifestaram após a reunião com a presidenta Dilma e declararam que mantém o apoio aos Agentes de Saúde.  

Resta saber se os demais líderes da base aliada permanecem “fechados” com a categoria, ou se vão ceder à pressão da presidenta Dilma!

Por isso é muito importante que a categoria se mobilize de forma muito intensa nas redes sociais e direcionem os apelos de apoio aos Líderes do Colégio de Líderes para que na próxima terça-feira, confirmem a pauta de votação do PL 7495/06, e que não aceitem mais nenhuma protelação por parte do Governo. 

Veja a lista dos membros dos líderes que compõem o colégio de líderes no link:  http://www2.camara.leg.br/deputados/liderancas-e-bancadas/liderancas/liderancas-relacao-simplificada

Votação do piso salarial dos agentes comunitários de saúde e de combate às endemias O projeto poderá ser votado na Câmara no próximo dia 20/12/2013,

 

Votação do piso salarial  dos agentes comunitários de saúde e de combate às endemias ainda é incerta com as ultimas declarações da presidente Dilma Rousseff (PT)


O projeto poderá ser votado na Câmara no próximo dia 20/12/2013,  o presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), convocar novamente reuniões com líderes partidários pra tentar resolver  com o governo esse grande impasse. Os agentes prometem mobilização nacional na próxima quarta, 20, com a presença de delegações de 22 estados para pressionar os parlamentares em Brasília.
 
 
A CONACS, adiantou aos parlamentares que irá aguardar até a próxima segunda-feira para ouvir do Governo se irá manter ou não sua última proposta, e somente se manifestará na reunião de líderes, na terça-feira (19/11), quando se saberá se a pressão da Presidenta Dilma irá mudar ou não o posicionamento dos Líderes da base, pois, até o final do dia, os partidos se mantinham em obstrução total
 
 
E não havendo mais possibilidade de acordo, a CONACS conduzirá os trabalhos no sentido de buscar a votação do PL 7495/06 ainda na quarta-feira, já contando com o apoio da maioria dos líderes, independentemente do posicionamento contrário da Presidenta Dilma!
 


Os Agentes de Saúde e de Endemias ouviram as propostas do Governo para o Piso Salarial Nacional da categoria

Agentes de Saúde

Votação do piso salarial  dos agentes comunitários de saúde e de combate às endemias ainda é incerta com as ultimas declarações da presidente Dilma Rousseff (PT)

 Ela já manifestou descontentamento com o gasto adicional que o governo terá com o reajuste na remuneração dos agentes comunitários de saúde e de combate às endemias apesar da pressão de aliados em favor do piso.









 





Elane de Almeida assessora jurídica da Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde (Conacs) disse Faz sete anos que agentes de saúde e de combate a endemias tentam obter piso nacional para a categoria. Pelo projeto em tramitação na Câmara, ganhariam R$ 1.012 em 2014,

 
Elane de Almeida assessora jurídica da Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde (Conacs) disse, “A cada dia os agentes e suas famílias pegam mais ojeriza desse governo. Ano que vem está chegando... Quando a comunidade pede orientação para votar, é o agente de saúde que ajuda”

 Segundo ela, o governo usa um número “fantasioso” quando diz que o piso causaria impacto anual superior a R$ 2,5 bilhões. “A categoria abriu mão de muita coisa. Hoje, se a União quiser pagar o piso e os encargos previdenciários, a conta chegaria, estourando, a 740 milhões por ano”. O Ministério da Saúde repassa aos municípios R$ 950 por agente. Como não existe piso, os prefeitos geralmente pagam apenas o salário mínimo. “O governo fecha os olhos para a negligência dos municípios. O problema é político”, diz Elane.

O deputado Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE), autor de emenda constitucional que determina a regulamentação do piso, diz estranhar o argumento de que falta dinheiro: “Quando foi para conseguir R$ 10 mil para os médicos cubanos, num instante o Congresso achou fonte de recursos”. (Bruno Pontes)

Faz sete anos que agentes de saúde e de combate a endemias tentam obter piso nacional para a categoria. Pelo projeto em tramitação na Câmara, ganhariam R$ 1.012 em 2014, e a partir de 2015 o salário seria reajustado conforme a inflação. Após acordo com o governo, os agentes aceitaram R$ 938, mas o Planalto recuou na última quarta-feira, deixando a questão em aberto. São cerca de 400 mil agentes de saúde no país. Eles avisam que, caso tenham o anseio frustrado, saberão revidar na eleição de 2014, porque são “formadores de opinião” junto às comunidades carentes. 

O projeto seria votado na Câmara na última terça-feira, 12, mas nesse dia o presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), cancelou as votações da semana após acerto com líderes partidários. Os agentes prometem mobilização nacional na próxima quarta, 20, com a presença de delegações de 22 estados para pressionar os parlamentares em Brasília.

sábado, 16 de novembro de 2013

Votação do piso salarial dos agentes comunitários de saúde e de combate às endemias presidente Dilma Rousseff pediu aos deputados claramente façam de tudo mais não votem o piso salarial dos agentes comunitários de saúde e de combate às endemias dia 20/11/2013.Tirem essa bomba disse a presidenta Dilma Rousseff.


 
Votação do piso salarial  dos agentes comunitários de saúde e de combate às endemias ainda é incerta com as ultimas declarações da presidente Dilma Rousseff (PT) Ela já manifestou descontentamento com o gasto adicional que o governo terá com o reajuste na remuneração dos agentes comunitários de saúde e de combate às endemias apesar da pressão de aliados em favor do piso.

 
Novamente  as secretas  a presidenta Dilma Rousseff convocou uma outra reunião com os líderes da base aliada – e teve a participação de Ideli e dos ministros Guido Mantega, da Fazenda, Alexandre Padilha, da Saúde, e Gleisi Hoffmann, da Casa Civil. Dilma pediu aos deputados claramente  façam de tudo  mais  não votem o piso salarial  dos agentes comunitários de saúde e de combate às endemias  dia 20/11/2013.Tirem essa bomba disse a presidenta Dilma Rousseff.

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Dilma retira proposta já acordada com a categoria e pessoalmente dá palavra final do Governo para votação do Piso Salarial,alegando a presidenta que os municípios não teriam condições de pagar essa diferença nos encargos sociais.




 
Dilma retira proposta já acordada com a categoria e pessoalmente dá palavra final do Governo para votação do Piso Salarial,
 
 Essa semana foi um teste de fogo para a categoria dos ACS e ACE. Todos esperavam que o Governo cumprisse com o acordo firmado pelos Líderes da Base aliada em votar o PL 7495/06 no último dia 12/11, o acabou não acontecendo. 

Essa expectativa foi alimentada pelas constantes reuniões entre os interlocutores da categoria e o Governo, especialmente envolvendo os Ministros da Fazenda, Planejamento, da Saúde e a Ministra das  Relações Institucionais. Contudo,  mais uma vez o Governo volta atrás, e retirou sua própria proposta de acordo, apresentada ainda no dia 23 de outubro.

Essa manobra do Governo coincidiu com a visita de vários prefeitos orquestrados pela CNM - Confederação Nacional dos Municípios, à Câmara de Deputados, numa clara demonstração da cumplicidade da CNM com o Governo.

Porém, mais uma vez a categoria demonstrou seu poder de mobilização, pois nem mesmo com a presença da CNM, os Deputados recuaram na proposta de votar e aprovar o Piso Salarial Nacional dos ACS e ACE.

O colégio de líderes na terça-feita (11/11), diante da posição da Presidenta Dilma em não permitir a votação do PL 7495/06, trancando a pauta com projetos de Urgência Constitucional,  reagiu imediatamente, e por unanimidade, com apoio inclusive do PT e do PMDB, decidiu fazer obstrução total das votações na Câmara, até que se garanta a votação do Piso Salarial dos Agentes de Saúde.

Ainda ontem a noite, a Ministra das Relações Institucionais, pressionada pela obstrução dos Líderes da sua própria base aliada, encaminhou nova proposta a categoria que em linhas gerais, garantia: a) Piso Salarial para 2013 de R$ 850,00; b) Piso Salarial para 2014 de R$ 938,60; c) Manutenção dos ACE no PL 7495/06; d) implantação do Plano de Carreiras Cargos e Salários; e) Data Base de reajuste todo dia 1º janeiro dos anos subseqüentes a aprovação do PL; f) utilização do mesmo índice de reajuste previsto para o salário mínimo a partir de 2015.

Já por volta das 21:00h de ontem a CONACS foi informada que a própria presidenta Dilma iria confirmar a proposta de acordo do Governo com a categoria, convocando para tanto, todos os Líderes de Partidos da Base aliada do Governo para uma reunião hoje às 11:00h da manhã no Palácio.

De fato a reunião aconteceu e para a surpresa todos a Presidente Dilma, pessoalmente, mais uma vez, retirou a proposta de acordo com a categoria, reduzindo ainda mais o valor do Piso para o ano de 2014, que deixaria de ser R$ 938,60 (1,30 salário mínimo) para ser R$ 903,00 (1,25 salário mínimo), alegando a presidenta que os municípios não teriam condições de pagar essa diferença nos encargos sociais.

A CONACS esclareceu aos deputados André Moura (PSC/SE), Raimundo Gomes de Matos (PSDB/CE) e Eudes Xavier (PT/CE) que, quando Dilma diz que os município não poderiam pagar a diferença, ela não se referiu ao valor de R$ 35,00, mas a uma diferença de apenas R$ 8,00, já que, seria esta a diferença do custo de encargos sociais pagos a um piso de R$ 903,00 para um piso de R$ 938.60.

A CONACS, adiantou aos parlamentares que irá aguardar até a próxima segunda-feira para ouvir do Governo se irá manter ou não sua última proposta, e somente se manifestará na reunião de líderes, na terça-feira (19/11), quando se saberá se a pressão da Presidenta Dilma irá mudar ou não o posicionamento dos Líderes da base, pois, até o final do dia, os partidos se mantinham em obstrução total. E não havendo mais possibilidade de acordo, a CONACS conduzirá os trabalhos no sentido de buscar a votação do PL 7495/06 ainda na quarta-feira, já contando com o apoio da maioria dos líderes, independentemente do posicionamento contrário da Presidenta Dilma!
 
fonte;conacs

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

A presidente Dilma Rousseff propôs a aliados do Congresso, nesta quarta-feira, o fechamento de um pacto para evitar a aprovação do piso salarial para os agentes de saúde!

A Presidente Dilma Rousseff propôs a aliados do Congresso, nesta quarta-feira, o fechamento de um pacto para evitar a aprovação de projetos que tenham impacto orçamentário neste e no próximo ano, segundo líderes da Câmara dos Deputados.

Os deputados se reuniram com a presidente e ouviram do ministro da Fazenda, Guido Mantega, e da própria Dilma,  um apelo para que as contas públicas não fossem pressionadas por novas leis que criassem pisos salariais para servidores ou gerassem novas despesas para os cofres do governo.

Dilma está particularmente preocupada com a aprovação de um novo piso nacional para os agentes comunitários de saúde, em desacordo com o que seria possível para o governo custear, de acordo com o líder do PSC na Câmara, deputado André Moura (SE). Ele também participou da reunião de líderes da base do governo.

Segundo Moura, o principal encaminhamento girou em torno da votação de propostas que podem onerar os cofres do governo. Ele explicou que uma das propostas em negociação prevê o pagamento de um piso salarial para os agentes de saúde de R$ 850 para 2014, restando a definição das formas de reajuste para os anos subsequentes, que poderia resultar em um piso de R$ 903 ou de R$ 938,5.

Destrancar a pauta

De acordo com o líder do PSC, há entendimento para que o piso dos agentes comunitários seja a primeira proposta votada depois que a pauta do Plenário for destrancada. A ideia é que o texto seja um meio termo entre o relatório aprovado na comissão especial e o que pretende o Executivo.

Pelo texto acolhido, a remuneração das categorias – para uma carga de trabalho semanal de 40 horas – será de R$ 750 mensais, mesmo valor pago atualmente, até 1º de agosto do ano que vem, quando passará para R$ 866,89. Com mecanismo de aumento real progressivo, o objetivo é chegar a dois salários mínimos em 2015. Os agentes querem R$ 1.200.Ele disse ainda que há uma reunião do conselho político do governo, novamente com a presença de líderes da Câmara e do Senado, para acertar os detalhes sobre o que poderá ser votado até o fim do ano.

MATERIAS DO BLOG DO ACS ROBERTO