SEJA UM SEQUIDOR DO BLOG DO ACS ROBERTO

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

O piso salarial nacional dos ACS e ACE Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde – CONACS, Ruth Brilhante; da assessora jurídica da CONACS,

Foto: Novo debate sobre os Agentes de Saúde - Em discurso proferido na Câmara Federal nesta quarta-feira (26) o deputado federal Raimundo Gomes de Matos informou que deu entrada no requerimento n° 488 solicitando a realização de Audiência Pública para debater a regulamentação da Emenda Constitucional 63 que trata do Piso Salarial e do Plano de Cargos e Carreiras dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias.
 
Para esta audiência, o parlamentar requer a presença do ministro da Saúde, Artur Chioro; da presidente da Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde – CONACS, Ruth Brilhante; da assessora jurídica da CONACS, Elane Alves; da presidente do Conselho Nacional de Saúde, Maria do Socorro de Sousa; e do presidente da Confederação Nacional dos Municípios - CNM, Paulo Roberto Ziulkoski.

O piso salarial nacional dos ACS e ACE foi amplamente debatido ano passado, chegando a ser colocado em votação, porém as categorias foram enganadas pelos líderes da presidente Dilma Rousseff que se acovardaram perante a pressão do Executivo ao mandar esvaziar o plenário e provocar a queda do quorum exigido para a aprovação. 

Raimundo Matos, autor da Emenda Constitucional 63 que norteia as demandas equivalentes às diretrizes profissionais das categorias, vê necessidade de realizar novas mobilizações nesse primeiro semestre através da Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde – CONACS. 
Novo debate sobre os Agentes de Saúde - Em discurso proferido na Câmara Federal nesta quarta-feira (26) o deputado federal Raimundo Gomes de Matos informou que deu entrada no requerimento n° 488 solicitando a realização de Audiência Pública para debater a regulamentação da Emenda Constitucional 63 que trata do Piso Salarial e do Plano de Cargos e Carreiras dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias.

Para esta audiência, o parlamentar requer a presença do ministro da Saúde, Artur Chioro; da presidente da Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde – CONACS, Ruth Brilhante; da assessora jurídica da CONACS, Elane Alves; da presidente do Conselho Nacional de Saúde, Maria do Socorro de Sousa; e do presidente da Confederação Nacional dos Municípios - CNM, Paulo Roberto Ziulkoski.

O piso salarial nacional dos ACS e ACE foi amplamente debatido ano passado, chegando a ser colocado em votação, porém as categorias foram enganadas pelos líderes da presidente Dilma Rousseff que se acovardaram perante a pressão do Executivo ao mandar esvaziar o plenário e provocar a queda do quorum exigido para a aprovação.

Raimundo Matos, autor da Emenda Constitucional 63 que norteia as demandas equivalentes às diretrizes profissionais das categorias, vê necessidade de realizar novas mobilizações nesse primeiro semestre através da Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde – CONACS.

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

A presidente Dilma Rousseff tranca' pauta da Câmara e inibe votações faz obstruções é manda recado para o congresso o governo federal não vai disponibilizar nem um centavo para o piso salarial nacional de 2 salários mínimos para os agentes comunitários de saúde e de combate às endemias.



Agentes comunitários de saúde e de combate às endemias lutam por um piso salarial nacional de 2 salários mínimos em meio a uma grande crise na câmara dos deputados federais.

A presidente Dilma Rousseff tranca' pauta da Câmara e inibe votações faz obstruções é manda recado para o congresso, a votação de um piso salarial nacional para os agentes comunitários de saúde e de combate às endemias só  será discutida em  2015, o governo federal não vai disponibilizar nem um centavo para os agentes comunitários de saúde e de combate às endemias. 



 fonte acs Roberto

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Os agentes comunitário de saúde e os agentes de combate ás endemias,são HUMILHADOS pelo governo da presidenta Dilma Rousseff, DESPREZADO pelo governo dos estados, é ODIADO pelo prefeitos dos seus municípios.

 
Os agentes comunitário de saúde e  os agentes de combate ás endemias,são HUMILHADOS pelo governo  da presidenta Dilma Rousseff, DESPREZADO pelo governo dos estados, é ODIADO  pelo prefeitos dos seus municípios.


 
A Conacs, Confederação Nacional dos Agentes de Saúde e Combate às Endemias pretende se reunir  juntamente com o  deputado André Moura o principal interlocutor com líderes governista, uma NOVA proposta para o piso nacional dos agentes de saúde.  

A proposta SERÁ  de formar progressiva até 2017.o piso de R$ 1.012 para 2014 e R$ 1.093 para 2015, previsto pelo governo federal em sua projeção orçamentária para os próximos anos, e não os R$ 1.292 e R$ 1.570 que prevê o projeto em tramitação, 

A correção será feita pelo INPC mais o percentual equivalente à taxa de crescimento real do PIB mais 13,27%. A partir de 2017, o aumento deverá ser vinculado ao INPC e ao PIB ATÉ chegar a 2 salários mínimos em janeiro de 2017 de acordo aumento que deverá ser vinculado ao INPC e ao PIB não queremos onerar a União. Queremos que o repasse de hoje seja transformado em piso o texto em discussão terá de ser atualizado antes da votação, já que há valores defasados. Mas defendemos que os municípios e os Estados paguem os encargos e os materiais de trabalho dos agentes.


fonte acs ROBERTO

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

O Sindicato dos Agentes de Saúde e de Combate às Endemias de Lagarto e Simão Dias - SINDIACS convidou o líder do PSC na Câmara Federal, André Moura, para realizar palestra sobre o PL 7495/06, que fixa o Piso Nacional da categoria.

 
O Sindicato dos Agentes de Saúde e de Combate às Endemias de Lagarto e Simão Dias - SINDIACS convidou o líder do PSC na Câmara Federal, André Moura, para realizar palestra sobre o PL 7495/06, que fixa o Piso Nacional da categoria.

O deputado André Moura é o interlocutor nas negociações entre a Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde (CONACS), que representa a categoria, e o Executivo Nacional desde agosto de 2013 e, após diversas audiências foi construído um acordo que deverá ser colocado em votação no próximo mês. "O reajuste será dado de forma progressiva até 2017, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, garantiu que a pauta seria votada em março, conforme compromisso firmado entre os líderes", explicou o deputado.

domingo, 23 de fevereiro de 2014

O clamor dos agentes de saúde de todo o Brasil, NÃO sensibiliza a poderosa presidente Dilma Rousseff ! Com um tom arrogante é com extrema prepotência Dilma Rousseff nega o direito dos acs/ace, em terem o piso salarial nacional

DENUNCIA URGENTE ACS/ACE TEMOS QUE FICAR ALERTA!!!!!!!!!
O clamor dos agentes de saúde de todo o Brasil, NÃO sensibiliza a poderosa presidente Dilma Rousseff ! Com um tom arrogante é com extrema prepotência Dilma Rousseff nega o direito dos acs/ace, em terem o piso salarial nacional!É articula descaradamente uma formar de impedir a votação do piso nacional em 2014, juntamente com alguns lideranças do governo é deputados.

Os agentes comunitário de saúde e agentes de endemias em uma som voz grita para a presidente Dilma Rousseff ! Chega de profissionais com salário fome, chega de desvalorização. Eu quero meu Piso Salarial e não abrimos mão!

A expectativa agora é que em março de 2014, o Presidente Henrique Eduardo Alves e de todas as Lideranças partidárias cumpra o acordo feito,com a CONACS e os agentes de saúde do Brasil de que o primeiro projeto a ser votado após o destrancamento da pauta seria o do piso salarial dessas duas categorias.

A conacs em nota no seu site, acredita que no próximo dia 20-03-2014 seja definindo a data de votação do PL 7495/06. que define o piso salarial nacional dos acs-ace. A Conacs e seus diretores no ano de 2013 recuaram de dois salários mínimos para 950 é depois para 850,00 reais,nem assim o governo da presidente Dilma Rousseff aceito o piso.

Milhares de agentes comunitário de saúde e agentes de endemias de todo o BRASIL ,não concordaram com a conacs em recuam de dois salários mínimos, e mesmo a conacs fazendo essa tentativa de mudar o valor do piso, a presidente Dilma Rousseff não aceito o piso dos acs/ace!Portanto, não tem justificativa para querer que o piso não seja de 2 salários mínimos, aja vista que o governo não aceito nenhuma proposta feita pela conacs sem o aval da grande maioria dos acs/ace do BRASIL.

O que esperamos é que o piso salarial dos agentes comunitários de saúde e dos agentes de combate ás endemias, seja votado com 2 salário mínimos, menos que isso não e vitória e derrota.

Fonte acs Roberto

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

O sonho de um piso nacional para os agentes comunitários de saúde,e agentes de combate ás endemias é um GRANDE pesadelo para presidente Dilma Rousseff!



O sonho  de um piso nacional para os agentes comunitários de saúde,e agentes de combate ás endemias é um GRANDE  pesadelo para presidente Dilma Rousseff!O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), participou de um jantar com as lideranças da câmara, a principal  proposta mais defendidas pelos deputados, foi a criação de um piso para os agentes comunitários de saúde.

A CONACS irá realizar no Auditório Nereu Ramos no dia 20/03, a partir das 9:00h o “Ato Público pela Valorização dos ACS e ACE”. O evento contará com a presença de vários parlamentares e líderes partidários e a expectativa que sejam apresentadas as agendas de votação do PL 7495/06.

FONTE ACS ROBERTO

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

A CONACS começou seu ano reunindo seus diretores e lideranças de sindicais, filiada a entidade e fez uma avaliação dos trabalhos do ano de 2013, considerar os pontos positivos e negativos das mobilizações, bem como, do processo de negociação do Piso Salarial Nacional.


 
A CONACS começou seu ano reunindo seus diretores e lideranças de sindicais, filiada a entidade. A reunião realizada no final do mês de janeiro, serviu para fazer uma avaliação dos trabalhos do ano de 2013, considerar os pontos positivos e negativos das mobilizações, bem como, do processo de negociação do Piso Salarial Nacional.


DOS QUESTIONAMENTOS


No primeiro dia de reuniões a Presidente da CONACS oportunizou a todos exporem suas própria avaliações sobre as mobilizações e as negociações com o Governo. Ressaltou-se entre os pontos positivos a organização da CONACS e a constância das mobilizações, fazendo com que a categoria se mantivesse mobilizada durante todo o ano. Por outro lado, entre os pontos negativos, foram pontados a falta de maiores esclarecimentos sobre o final das negociações com o Governo e os Líderes da Câmara de Deputados e especialmente a falta de compromisso das entidades filiadas (Federações e Sindicatos) com suas contribuições financeiras junto a CONACS. 


Quanto aos pontos negativos, a Assessora Jurídica da CONACS esclareceu que após a intervenção direta e pessoal da presidente Dilma nas negociações da aprovação do PL 7495/06, os aliados da categoria na Câmara recuaram nos compromissos firmados conosco e há 2 semanas do final dos trabalhos, tínhamos grandes dificuldades em realizar uma nova mobilização, seja pela falta de dinheiro, ou seja pela falta de possibilidade regimental em pautar o PL 7495/06, já que o Governo usou a manobra de trancar a pauta por tempo indeterminado.


Para concluir sua fala Dra. Elane Alves avaliou que: “Analisando a situação de forma realista, entendemos que, o melhor a ser feito naquelas condições seria deixar aberto o canal de negociações com a Câmara de Deputados para o ano de 2014. E para isso, procuramos o Presidente da Câmara que nos propôs retomar as negociações com o Governo a partir de 2014, e no mês de março ‘deu’ novamente sua palavra em pautar o PL 7495/06. Ora, sabemos que com todas as idas e vindas das negociações no ano passado, uma das certezas que temos que reconhecer é que, o Deputado Henrique Alves (PMDB/RN), cumpriu seus compromissos com a categoria, ou seja, pautou e colocou em votação dia 23/10 o PL 7495/06, e daí por diante, o que se viu foi o Governo mover céu e terra para impedir a inclusão novamente na Pauta do PL 7495/06! E, portanto, sinceramente, prefiro manter minhas esperanças na força de mobilização da categoria do que, simplesmente achar culpados, desistir ou pior, agir por impulso e acabar com qualquer possibilidade de negociação e aprovação do piso salarial, pois esse ano, se, por um lado temos o tempo contra nós, por outro lado, contra o Governo tem a pressão política que categoria pode fazer dentro do processo eleitoral!”



DO INÍCIO DAS ATIVIDADES EM BRASÍLIA

Com o apoio dos diretores e lideranças sindicais filiadas a CONACS, ficou deliberado que, no mês de março a CONACS começará seus trabalhos em Brasília, realizando a sua ASSEMBLÉIA ANUAL em Luziânia, nos dias 17 a 20 de março. A expectativa da organização que na abertura desse evento possamos contar com representações da categoria de todo o País, e a presença de vários parlamentares do Congresso, inclusive foram convidados vários Líderes Partidários, e se espera a presença do próprio presidente da Câmara, Deputado Henrique Alves.


Ainda faz parte da programação da Assembleia Anual à realização do 3º Fórum Nacional da CONACS, que dessa vez traz a novidade da realização do Curso de Capacitação em Plano de Carreira, Cargos e Salários, com duração de 48h, e propõe além de capacitar os participantes sobre o tema, irá fornecer amplo material didático e de pesquisa, que inclui apostilas e um pen drive com um sistema personalizado para calculo de progressões de carreira e impacto financeiro na implantação do PCCS. Esse curso será ministrado pela Assessoria Jurídica da CONACS, Dra. Elane Alves que a 9 anos milita exclusivamente nessa área de atuação, junto a Municípios e entidades sindicais de servidores públicos em geral e da categoria de ACS e ACE.


Para encerrar a primeira semana de trabalhos em Brasília, a Frente Parlamentar em defesa dos direitos dos ACS e ACE em parceria com a CONACS irá realizar no Auditório Nereu Ramos no dia 20/03, a partir das 9:00h o “Ato Público pela Valorização dos ACS e ACE”. O evento contará com a presença de vários parlamentares e líderes partidários e a expectativa que sejam apresentadas as agendas de votação do PL 7495/06.


VEJA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DA ASSEMBLEIA ANUAL E DO 3º FNC NO SITE DA CONACS/LEGISLAÇÃO/RESOLUÇÕES

domingo, 16 de fevereiro de 2014

O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, afirmou o piso nacional do dos agentes comunitário de saúde e agentes de combate ás endemias será votado em março de 2014 com acordo ou não com o Governo Federal da presidente Dilma Rousseff.

 
A luta pelo piso nacional do dos agentes comunitário de saúde e agentes de combate ás endemias chega em sua fase final, disse o presidente da câmara , Henrique Eduardo Alves (PMDB/RN) entrevista na TV câmara (17-02-2014)  o piso dos agentes de saúde será votado agora em março de 2014.  Nós colocaremos na pautar para votação em plenário o PL 7495/06, que fixa o Piso Salarial Nacional da categoria com acordo ou não com o Governo Federal da presidente Dilma Rousseff.

O Deputados, André Moura  o principal articulado do piso  dos agentes na câmara , juntamente com o deputado Raimundo Gomes de Matos é a Confederação Nacional dos Agentes de Saúde (CONACS)  já  na próxima semana 17-02-2014, estarão fazendo uma grande articulação na câmara dos deputados no sentido de chamar para a responsabilidade os deputados federais para vota o piso dos agentes de saúde.


O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, afirmou o piso nacional do dos agentes comunitário de saúde e agentes de combate ás endemias será votado em março de 2014 de qualquer maneira  a matéria tramita na Casa desde 2006.


fonte acs Roberto e jornal câmara 

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

SINDRACS-CENTRO LESTE BA a nova presidente terá como a sua primeira missão alicerçar é alinhar a linha de comunicação tão fragilizada do SINDRACS,

 
SINDRACS-CENTRO LESTE BA a nova presidente terá como a sua primeira missão alicerçar é alinhar a linha de comunicação tão fragilizada do SINDRACS,

Sindracs Sindicato dos Agentes de Saúde forma nova diretoria

Com eleição realizada no dia 13 fevereiro 2014, o Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde, Sindracs conheceu os novos é velhos membros de sua diretoria. A presidência do SINDRACS-CENTRO LESTE BA ficará com Nalvinha Batista.

A nova presidente do sindracs Nalvinha Batista terá como a sua primeira missão alicerçar é alinhar a linha de comunicação tão fragilizada do sindracs, com 69 municípios que formar a sua base.

fonte blog do acs ROBERTO

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias ALERTA Deputados federais, engajado na luta pela aprovação do piso, acredita que no final do mês de março provavelmente dia 25/03/2014( data ainda a ser confirmada) ou inicio de abril de 2014 o piso seja votado é aprovado na câmara.

 
Piso salarial nacional dos agentes comunitário de saúde, enxerga-se uma luz no fundo do túnel,estamos aguardando o posicionamento da CONACS com as datas das mobilizações em prol do piso salarial nacional.

 
Deputados federais, engajado na luta pela aprovação do piso, acredita que no final do mês de março provavelmente dia 25/03/2014( data ainda a ser confirmada) ou inicio de abril de 2014 o piso seja votado é aprovado na câmara.


Novos rumos para a consolidação do piso salarial nacional dos agentes comunitário de saúde em 2014 Depois de anos de espera por parte dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias, finalmente enxerga-se uma luz no fundo do túnel, o relator do marco civil da internet deputado Alessandro Molon, apresentou no Plenário da Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira (12), a última versão de seu relatório ao projeto, possibilitando assim a sua votação e o destrancamento da pauta da câmara a base dos lideres da câmara já concordou em votar a matéria na próxima semana (18-02-2014).

De acordo com alguns deputados federais, engajado na luta pela aprovação do piso salarial nacional dos agentes de saúde, é um grande passo para que o piso seja de fato votado ainda esse ano, com essa ação de votar a marco civil da internet a base do governo sinalizou de formar positiva a inclusão e votação do piso salarial nacional dos agentes comunitário de saúde!O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, já selecionou é colocaram em pauta de votação na câmara piso salarial nacional dos agentes comunitário de saúde agora no final do mês de março provavelmente dia 25/03/2014,( data ainda a ser confirmada) ou inicio de abril conforme acordo firmado entre as lideranças da câmara em reunião.

Estamos aguardando o posicionamento da CONACS com as datas das mobilizações em prol do piso salarial nacional dos acs/ace, que certamente será depois do feriado do carnaval de 2014 o deputado André Moura será o responsável para enviar o requerimento de inclusão para a votação do piso salarial nacional dos agentes de saúde para o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, as mobilizações para a votação do piso salarial nacional dos agentes comunitários de saúde, terão que ser feitas de forma bem articulada pela conacs, a expectativa é que o piso seja definido em 2 salários mínimos.



fonte ACS ROBERTO

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Nós temos entre o mês de março e maio para negociar a aprovação é votação do piso salarial nacional dos agentes comunitário de saúde.


 

Nós temos entre o mês de março e maio para negociar a aprovação é votação do piso salarial nacional dos agentes comunitário de saúde.

Recém-empossado como líder da minoria, o deputado mineiro Domingos Sávio (PSDB) garante que tentará negociar a aprovação é votação do piso salarial nacional dos agentes comunitário de saúde. Em entrevista no jornal o câmara deputado Domingos Sávio disse que não dá é para deixar a pauta obstruída indefinidamente, nós temos entre o mês de março e maio para negociar a aprovação é votação do piso salarial nacional dos agentes comunitário de saúde caso contrario será impossível a votação neste 2014.

Deputado COSTA FERREIRA requereu A aprovação do Projeto que institui o piso salarial dos Agentes Comunitários de Saúde e dos Agentes de Combate às Endemias. 11 de fevereiro de 2014.

 










Deputado COSTA FERREIRA requereu A aprovação do Projeto que institui o piso salarial dos Agentes Comunitários de Saúde e dos Agentes de Combate às Endemias. 11 de fevereiro de 2014.

CÂMARA DOS DEPUTADOS
REQUERIMENTO Nº , DE 2014

(Do Sr. COSTA FERREIRA)

Requer a inclusão, na Ordem do Dia, do
Projeto de Lei nº 7495/2006, que institui
o piso salarial dos Agentes
Comunitários de Saúde e dos Agentes
de Combate a Endemias.

Senhor Presidente
,
Requeiro a Vossa Excelência, nos termos dos art. 114, inciso XIV,
do Regimento Interno da Câmara dos Deputados, a inclusão, na Ordem do Dia,

Do Projeto de Lei nº 7495/2006, que institui o piso salarial dos Agentes Comunitários de Saúde e dos Agentes de Combate às Endemias.

A aprovação do Projeto de Lei em questão corrige uma injustiça a esses profissionais cujo trabalho é indispensável à saúde da população,principalmente a menos favorecida.

Sala das Comissões, 11 de fevereiro de 2014.
Deputado COSTA FERREIRA
PSC/MA

 

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Os agentes comunitários de saúde e agentes de endemias do Brasil denunciam e condenam a estratégia do governo federal, em impedir a votação do piso nacional dos ACS/ACE, se de fato a presidente Dilma Rousseff, desejasse trataria com seriedade esta importante matéria.


NOTA DE REPUDIO PARA PRESIDENTE DILMA ROUSEFF

A presidente Dilma Rousseff, desconhece completamente o trabalho dos agentes de saúde, se quer sabe que os ACS /ACE foi à categoria que mudou os rumos da saúde publica do Brasil, lamento que alguém que ocupa a Presidência da República demonstre tamanho desconhecimento da realidade sobre as ações que esses profissionais realizam na saúde publica do Brasil.

É preocupante que alguém, que postula a Presidência da República, seja tão intolerante, hostil é insensível para com a causa dos agentes comunitário de saúde e agentes de endemias! Aprovação e a regulamentação do piso salarial nacional de 2 salários mínimos para essa categoria é muito pouco pelo muito que esses profissionais fizeram para essa nação.

A presidente Dilma Rousseff é retrógrada e preconceituosa e não atende aos interesses do País, é um colossal contrassenso por parte da presidente Dilma Rousseff, essa insistência de não permitir a aprovação do piso salarial dos agentes comunitário de saúde e agentes de endemias.

Os agentes comunitários de saúde e agentes de endemias do Brasil denunciam e condenam a estratégia do governo federal, em impedir a votação do piso nacional dos ACS/ACE, se de fato a presidente Dilma Rousseff, desejasse trataria com seriedade esta importante matéria.

ACS ROBERTO

Cumprimos o doloroso dever de comunicar o falecimento do Presidente do SINDICATO REGIONAL DE ACS DO CENTRO LESTE BA, JORGE DE ARAÚJO ALVES


Cumprimos o doloroso dever de comunicar o falecimento do Presidente do SINDICATO REGIONAL DE ACS DO CENTRO LESTE BA, JORGE DE ARAÚJO ALVES. Após anos de luta em prol dos direitos dos ACS/ACE no comando do SINDRACS.

 
JORGE DE ARAÚJO ALVES se tornou presença importante em nosso dia a dia e contribuiu, com sua experiência e carisma, para a UNIÃO da nossa categoria. JORGE ficará em nossas lembranças por sua simplicidade, amizade e pelo belíssimo exemplo de vida e dedicação ao trabalho. Aos familiares e amigos, registramos nossos sinceros sentimentos.

ACS ROBERTO

domingo, 9 de fevereiro de 2014

Presidenta da República, Dilma Rousseff afirmou que caso o piso nacional para os agentes comunitários de saúde (ACS) entre na pauta da câmara em março de 2014 e seja aprovado, que vetará o projeto.



 
Novamente em entrevista concedida pela Presidenta da República, Dilma Rousseff na rádio no dia 09/02/2014, um dos assuntos abordado foi à aprovação do PL 7.495/2006, que fixa o piso nacional para os agentes comunitários de saúde (ACS) Presidenta da República, Dilma Rousseff afirmou que caso o piso nacional para os agentes comunitários de saúde (ACS) entre na pauta da câmara em março de 2014 e seja aprovado, que vetará o projeto, alegando que não há adequação orçamentária para suportar a despesa.

A Presidenta da República, Dilma Rousseff  foi mais longe em sua entrevista ,e disse que os deputados da câmara e o presidente da Câmara Federal, deputado Henrique Alves, nãos serão irresponsáveis de permitir que o Brasil entre em uma crise e vem quebra, por conta da à aprovação do PL 7.495/2006, que fixa o piso nacional para os agentes comunitários de saúde (ACS).





Os agentes comunitários de saúde (ACS) e de combate às endemias (ACE) do Brasil, vive um grande pesadelo! Com os sucessivos erros da CONACS e de seus diretores ,o piso nacional para os agentes comunitários de saúde caminha novamente para o fracasso,a categoria pleiteia um piso salarial no patamar de 2 salários mínimos 1.448,00 reais.

 













O presidente da Câmara Federal, deputado Henrique Alves em uma conversa que vazou com outro deputado, afirmou que a posição dele nesse momento é estar apoiando o governo Presidenta da República, Dilma Rousseff, e tentará entra novamente em consenso com a conacs, com relação aprovação do PL 7.495/2006, que fixa o piso nacional para os agentes comunitários de saúde (ACS).


sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Os agentes de saúde e combate às endemias almejam 2 salários mínimos 1.448,00 reais.

A conacs juntamente com o deputado federal André Moura o principal interlocutor nas negociações entre a classe e o Governo Federal, tem com grande desafio em 2014, fazer a ponte de negociação para imediata a aprovação do piso salarial dos agentes de saúde e combate às endemias, resta saber se ele terá norral pra isso.

A luta da Conacs agora é o convencimento de colocar  na pauta de votação a PL que definir o valor do piso salarial nacional em março de 2014, os  agentes de saúde e combate às endemias almejam  2 salários mínimos 1.448,00 reais.





quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

O piso salarial para agentes os comunitários de saúde adormece no Parlamento há anos, o homem de confiança agora da presidente Dilma Rousseff para impedir a votação do piso salarial dos agentes de saúde e Aloizio Mercadante.

 
Os acordos secretos e misteriosos  da CONACS  e do presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves colocaram em cheque a credibilidade da  confederação dos agentes de saúde? (CONACS)


 
Veja os grande inimigos do piso salarial nacional dos agentes comunitário de saúde e agentes de endemias de 2014,em reunião com os líderes do governo no Senado, Eduardo Braga (PMDB-AM), da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), e do Congresso, José Pimentel (PT-CE), e a ministra das Relações Institucionais,a presidente Dilma Rousseff deixou claro que a ideia de aprovar  o piso salarial para agentes os comunitários de saúde é impossível.

Mercadante será o portador da mensagem da presidente à sessão solene de abertura do Congresso, que tem quatro meses para aprovar pautas acumuladas (Evasristo Sá/AFP - 8/11/12) 
O piso salarial para agentes os comunitários de saúde adormece no Parlamento há anos, o homem de confiança agora da presidente Dilma Rousseff para impedir a votação do piso salarial dos agentes de saúde e  Aloizio Mercadante na articulação entre governo e base ele tentará de tudo para que o piso dos agentes de saúde não seja aprovado este ano.

O presidente da Câmara, O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) firmou um acordo  com a conacs em que colocaria em votação em março de 2014 o projeto que garante o piso salarial dos agentes de saúde na pauta de votação.

O acordo misterioso entre conacs e o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves foi feito no ano passado 2013 é colocou em cheque a credibilidade da  confederação dos agentes de saúde, (CONACS) 90% dos ACS/ACE não queria  a retirada a PL da Pauta de VOTAÇÃO na Câmara em 2013 pôs sabia que a dificuldade em colocar em votação novamente a PL na câmara seria  muito mais difícil.

Lamentavelmente a CONACS continua fazendo ainda acordos secretos e misteriosos onde poucos tem acesso as informações! Os diretores da conacs são alienados em sua grande maioria e manipula as informações, o fato e que a conacs fez uma reunião com sua diretoria abduzida, é se quer colocou no site o conteúdo dessa reunião.

A pergunta que eu faço é: A conacs ERROU no ano passado, ou permitiu a sua Venalidade?????

fonte acs Roberto

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

O futuro do piso salarial para dos agentes comunitários de saúde é dos agentes de endemias em 2014 é incerto! Cabe agora a CONACS começar fazer as suas articulações com as lideranças de partidos é exigir do presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves o acordo firmado entre eles de colocar em votação o piso salarial nacional dos acs/ace o mais rápido possível.

O futuro do piso salarial para dos agentes comunitários de saúde é dos agentes de endemias em 2014 é incerto! A única certeza que temos, é que esta não mãos da Presidente Dilma Rousseff e dos Líderes da Câmara dos Deputados  um consenso de entendimento para aprovação do piso dos ACS/ACE.

Ocorreu na tarde desta terça-feira, 04/02/2014 a primeira reunião do Colegiado de Líderes da Câmara dos Deputados em Brasília, a pauta da reunião que definirá quais os principais temas para serem votados contou com a presença deputado André Moura  um forte aliado dos agentes comunitário de saúde.O deputado André Moura será um dos articuladores  na câmara  para colocar em votação de lei que garante o piso dos agentes de saúde e agentes de endemias.

A Presidente Dilma Rousseff  foi duramente criticada por alguns deputados,alguns disseram que  presidente prega austeridade e mantém 39 ministérios, 23.600 cargos em comissão e tudo isso para atender a base aliada. Ou seja, só pensa em eleição. Os gastos do Palácio do Planalto aumentaram 35% no último ano e como ela vem pedir austeridade? Dizer para um agente comunitário de saúde não pode ter o salário aumentado em cerca de R$ 200 denuncio o deputado.

As primeiras pautas de votação da Câmara neste ano serão definidas em reuniões dos líderes partidários ainda nesta semana, cabe agora a CONACS começar fazer as suas articulações com as lideranças de partidos é exigir do presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves acordo firmado entre eles de colocar em votação o piso salarial nacional dos acs/ace em votação o mais rápido possível.


                           fonte ACS ROBERTO


domingo, 2 de fevereiro de 2014

O erro da conacs e de seus diretores é inexplicável! A presidente Dilma Rousseff prepara um time de peso, para barra de vez o piso salarial para dos agentes comunitários de saúde.


O piso salarial para dos agentes comunitários de saúde tramitava em regime de urgência na câmara dos deputados, com a ideia do acordo entre CONACS e o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN),e a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann ,em retira  a PL do piso do acs/ace da Pauta de VOTAÇÃO na câmara,voltamos para a estaca ZERO. O erro da conacs e de seus diretores é inexplicável.

A presidente Dilma Rousseff  prepara um time de peso, para barra de vez o piso salarial para dos agentes comunitários de saúde,Aloizio Mercadante assumirá o comando da Casa Civil na articulação da base aliada para garantir a aprovação dos projetos prioritários para a presidente Dilma Rousseff no congresso é a não regulamentação do  piso salarial dos agentes comunitário de saúde e agentes de endemias.
 

sábado, 1 de fevereiro de 2014

Acordo entre Conacs o Presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, destruíram o piso nacional dos agentes comunitário de saúde e agentes de endemias em 2014

 
A presidente Dilma Rousseff deixou uma mensagem clara para todos os líderes do congresso, o piso salarial para os agentes comunitários de saúde NÃO e uma prioridade para nosso governo.



 
O Pacto do Diabo entre a CONACS, o GOVERNO  e o Presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, destruíram o piso nacional dos agentes comunitário de saúde e agentes de endemias em 2014.


A presidente Dilma Rousseff deu ordem expressa, ao Governo e sua  base de aliados que se mobilize para definir a pauta de votações no Congresso em 2014, a presidente Dilma Rousseff já agendou reuniões com líderes da base aliada para o próxima dia 03/02/2014! O principal tema será  piso salarial para os agentes comunitários de  saúde.

Com a retirada  da PL do piso do acs/ace da Pauta de VOTAÇÃO na câmara, apoiada pela CONACS e seus diretores a presidente Dilma Rousseff  está aliviada! Ela fez  um jogada de mestre, segundo o deputado Chinaglia o acordo político firmado no fim do ano passado com os deputados de não votar  o piso salarial para os agentes comunitários de saúde esta confirmado também em 2014. 

O blog ACS Roberto alertou é insistentemente e noticiou,  diversas matérias sobre o erro da conacs em apoia a retirada  da PL do piso do acs/ace da Pauta de VOTAÇÃO na câmara, procuramos a diretoria da Conacs por diversas vezes para da uma explicação mais detalhada sobre o assunto, mais sem sucesso.

Em audiência  quinta-feira 30/01/2014 com a presidente Dilma Rousseff ela deixou uma mensagem clara para todos os líderes do congresso,  o piso salarial para os agentes comunitários de saúde NÃO e uma prioridade para nosso governo e queremos agora no início do período legislativo continuar caminhando neste  MESMO objetivo.

Com a pressão da presidente Dilma Rousseff e seus aliados o presidente da Casa(câmara), Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN),anunciou que certamente não  levará  o  projeto de lei dos acs/ace à pauta em março deste ano 2014,erramos em retira da Pauta de VOTAÇÃO o piso  salarial nacional para agentes comunitários de saúde agora não da mais pra volta atrás.

O erro da CONACS é de seus diretores custará caro para aos agentes comunitários de saúde e agentes de endemias de todo o Brasil. O Presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) admitiu que errou junto com a CONACS em retira a PL da Pauta de VOTAÇÃO na Câmara.

O erro da CONACS é  de seus diretores custará caro para aos agentes comunitários de saúde e agentes de endemias de todo o Brasil. O Presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) admitiu que errou junto com a CONACS em retira a PL da Pauta de VOTAÇÃO na Câmara.
 
Os líderes do governo da Câmara é senado, em reunião hoje com a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti,30/01/2014,deixaram acertado que o piso  salarial nacional para agentes comunitários de saúde, ficará de fora da pauta do congresso em 2014 é que será apreciado somente em 2015.


Apesar da promessa do presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), de votar  o piso  salarial nacional para agentes comunitários de saúde, em março  2014 é impossível que se vote o piso  dos agentes comunitários de saúde, pós conforme acordo feito com a CONACS em retira a PL da Pauta de VOTAÇÃO na câmara ,dificilmente  o Projeto de Lei 7495/06 entra na pauta  da câmara, pós em reunião hoje com os lideres, ficou acertado que a prioridade do congresso será basicamente a analisar as medidas provisórias e dos projetos com urgência constitucional em 2014!

 
O Presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) admitiu que errou em retira da Pauta de VOTAÇÃO o piso  salarial nacional para agentes comunitários de saúde em entrevista no jornal câmara .Os líderes do governo na Câmara, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), e no Congresso, deputado José Pimentel (PT-CE),afirmarão que temas polêmicos com  o piso  salarial nacional para agentes comunitários que podem prejudicar o  governo e a presidente Dilma  será tratado com indiferença.

fonte: ACS ROBERTO

MATERIAS DO BLOG DO ACS ROBERTO