SEJA UM SEQUIDOR DO BLOG DO ACS ROBERTO

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

ACS ROBERTO COMPARTILHANDO COM VOCÊS AMIGOS ACS/ACE VOU SER PAPAI DE NOVO!

Olá amigos acs/ace nestes últimos dias estive um pouco distante do blog e consequentemente distante de vocês,senti muita falta porem era necesario passa por essa fase,estava organizando alguns assunto pendentes de ordem particular foram dias difíceis não posso negar mais graças a Deus esta tudo em ordem novamente,tem uma musico que gosto muito e que retrata o que passei so um trexo pra vocês enderem melhor.

Sei que os Teus olhos
Sempre atentos permanecem em mim
E os Teus ouvidos
estão sensíveis para ouvir meu clamor
Posso até chorar...
Mas a alegria vem de manhã
És Deus de perto e não de longe
Nunca mudaste, Tú és fiel

Deus de aliança, Deus de Promessas
Deus que não é homem pra mentir
Tudo pode passar, tudo pode mudar
Mas Tua palavra vai se cumprir

Posso enfrentar o que for
Eu sei Quem luta por mim
Seus planos não podem ser frustrados
Minha esperança está
Nas mãos do grande Eu Sou
Meus olhos vão ver o impossível
Acontecer...
Vai se cumprir... creia........

Hoje 31/08/2011 recebi a noticia que vou ser papai de novo só posso confirmar que o nosso Deus maravilhoso aos amigos que sabem que estou dizendo valeu pela força abração!

terça-feira, 30 de agosto de 2011

CONVOCAÇÃO GERAL 1ª VIGÍLIA NACIONAL DO PISO SALARIAL DOS ACS E ACE”, que se realizará nos dias 03, 04 e 05 de outubro de 2011



CONVOCAÇÃO GERAL
URGENTE

A CONACS – Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde, por intermédio de sua Diretora Presidente, vem por meio desta CONVOCAR, todos os ACS e ACE do País para participarem da “1ª VIGÍLIA NACIONAL DO PISO SALARIAL DOS ACS E ACE”, que se realizará nos dias 03, 04 e 05 de outubro de 2011, na Esplanada dos Ministérios, Brasília -DF a partir das 08:00 horas da manhã do dia 03/10, com montagem de acampamento, e Mobilização junto aos Ministérios da Saúde, Planejamento e Casa Civil. Na programação ainda deverá constar Seção Solene em comemoração do dia Nacional dos ACS (04/010) realizada pela Câmara de Deputados Federais, e reuniões com o Governo Federal e Lideranças do Congresso Nacional, a fim de se concluir as negociações de regulamentação do Piso Salarial Nacional dos ACS e ACE.

Esclarecemos que esta mobilização é em caráter de urgência e está sendo promovida com o objetivo de obtermos uma posição do Governo Federal diante da regulamentação do Piso Salarial Nacional dos ACS e ACE. A presença e participação de todas as Federações filiadas à CONACS, sindicatos da categoria, ACS e ACE e simpatizantes da causa, será fundamental para a conquista dos nossos objetivos de aprovação do Piso Salarial Nacional.

É de igual forma fundamental que todos os colegas ACS e ACE, independentemente de serem ou não filiados a alguma Federação ou Sindicado da categoria se mobilizem e venham em caravanas, pois agora precisamos de todos em Brasília!

OBS: Em tempo, informamos que esta mobilização será organizada pela CONACS e demais entidades sindicais envolvidas no movimento, e as acomodações serão disponíveis na forma de acampamento, e recomendamos que os participantes tragam suas barracas, colchonetes, roupa de cama, banho, utensílios de higiene pessoal, animação, coragem e muita determinação, tudo depende de nós! Maiores informações serão disponibilizadas a qualquer momento via site www.conacs.com.br , podendo entrar em contato via telefone 062 9949-8365 / 8196-3838, 062 3505-1315 (13:00h às 17:00h), ou ainda por e-mail conacs2011@hotmail.com.

Sem mais para o momento e certa de contar com a presença e participação de todos, envio votos de amizade e apreço.

A União faz a força!

Ruth Brilhante de Souza
Presidente da CONACS

Agentes de saúde e de endemias lutam por Piso Salarial

Agentes de saúde e de endemias lutam por Piso Salarial
Trabalhadores de todo o Estado de Sergipe lotaram a Assembleia Legislativa na manhã desta segunda-feira, 29, em busca da regulamentação da Emenda 63
29/08/2011 - 15:01
Galerias da Assembleia ficaram lotadas (Fotos: Portal Infonet)
A Assembleia Legislativa de Sergipe ficou pequena na manhã desta segunda-feira, 29, para acomodar milhares de agentes comunitários de saúde e de endemias de todo o Estado de Sergipe. Com as galerias, o espaço da imprensa e o plenário lotados, os trabalhadores acompanharam o seminário realizado pela Câmara dos Deputados, em um telão instalado no hall. Na pauta, a aprovação do Projeto de Lei nº 7.495/96, que regulamenta as atividades das duas categorias, define o Piso Nacional e cria 5.365 empregos no âmbito do Quadro Suplementar de Combate às Endemias da Funasa.
No plenário, deputados federais, estaduais, vereadores, prefeitos e representantes da categoria em nível estadual e municipal. O seminário já foi realizado no Ceará, Paraíba, Mato Grosso e Maranhão. Em Aracaju, conseguiu juntar cerca de quatro mil pessoas na Assembleia Legislativa sob a coordenação dos deputados André Moura (PSC/SE) e Domingos Dutra (PT/MA), membros e relatores da Comissão Especial do Projeto de Lei na Câmara.
Agentes chegaram de todos os municípios sergipanos
Segundo o deputado Domingos Dutra, a luta na Comissão Especial possui duas frentes. “A primeira é em Brasília, tentando convencer a presidente Dilma a encaminhar um projeto de lei complementar para a Câmara, elevando o repasse que a União hoje faz para os municípios de R$ 750 por agente para R$ 1.090 que corresponde a dois salários mínimos”, afirma.
Ele disse também que os agentes estão propondo que esse valor seja parcelado em 36 meses para facilitar as negociações. “Nos estados nós estamos realizando seminários para mobilizá-los e informá-los do processo, mas principalmente para mobilizar os governadores, prefeitos para que eles possam também participar do piso. Como? Ficando responsáveis pelos encargos financeiros que o Piso vai acarretar: férias, décimo terceiro, Previdência Social quando for o caso”, explica o deputado federal pelo Maranhão.
Momento do Hino Nacional
O parlamentar enfatizou que na tarde desta segunda, terá uma audiência com o governador Marcelo Déda (PT) no sentido de também convencê-lo da importância da profissão dos agentes comunitários de Saúde e de Endemias. “Às 15h temos uma audiência com o companheiro do meu partido, o governador Marcelo Déda, para que ele possa dizer sim aos agentes e dizer sim aos agentes é dizer sim à população mais pobre de Sergipe, do Brasil, que são as pessoas que moram ainda em condições indignas, que continuam tomando água de cacimbas, de riacho, que convivem com os animais doentes, que precisam ser orientados a se prevenir das doenças”, acredita.
Otimistas
Indagado sobre a expectativa com a realização dessas audiências públicas, Domingos Dutra disse ser muito positiva.
Deputado Domingos Dutra está otimista
“No Maranhão nós reunimos quase cinco mil agentes. Eles estão mobilizados em todo o país e vários governadores já disseram sim. É positivo porque a gente acha que o valor dessa diferença é um valor que a União pode suportar, os Governos do Estado podem suportar e os prefeitos também, porque gastar com agentes não é gasto é investimento. Além de salvar vidas e vida não tem preço, o dinheiro que eles recebem aplicam nos municípios. É investimento porque as pessoas adoecendo menos, os municípios e os estados vão gastar menos com internação, com cirurgia, assim por diante, portanto eu tô otimista de que nós vamos vencer esta batalha”, destaca Domingos Dutra.
O deputado da bancada Sergipana, André Moura também trabalha com a expectativa de que os agentes serão beneficiados. Todas as propostas discutidas no seminário serão levadas na próxima semana em termos de relatoria na Comissão do Plano em Brasília.
Deputado André Moura
“Criando o Piso, nós obrigamos que todos os municípios cumpram o que está determinado na lei, que é o pagamento dos dois salários mínimos aos agentes. Uma preocupação que é de fundamental importância de todos nós que fazemos parte da Comissão: é não gerar mais despesas para os municípios brasileiros, quando a Comissão propõe a criação do Piso Salarial propõe também a construção de um fundo onde o Governo federal vai repassar o equivalente a dois salários para que os agentes possam ter como pagamento e estamos buscando também o apoio dos governadores para que os governos estaduais assumam o pagamento dos encargos sociais decorrentes do aumento da folha”, ressalta André Moura.
A presidente do Sindicato dos Agentes de Saúde e de Endemias de Aracaju, Helenildes Gomes falou sobre a união da categoria em prol das conquistas.
Helenildes Gomes: "Estamos sem receber insalubridade"
“Nós estamos unidos em prol de salários mais dignos e melhores condições de trabalho. Quase todas as categorias possuem um Piso Salarial, e nós também almejamos ter o nosso no valor de R$ 1.090. Em Aracaju estamos lutando ainda para receber a insalubridade [pouco mais de R$ 100] cortada há um ano e a categoria decidiu em assembleia que sem o benefício, os serviços de atendimento a tuberculose e hanseníase, além de antirábico e dengue, não serão feitos aos finais de semana”, alerta acrescentando que são 1.200 agentes trabalhando na capital.
Participaram ainda da audiência pública, o presidente da Federação das Associações dos Agentes Comunitários de Saúde, Ednilson Santana, o presidente da Associação das Prefeituras, o prefeito de Nossa Senhora do Socorro, Fábio Henrique, o deputado federal Mendonça Prado (DEM), o vereador Nitinho (DEM), o representantes do Ministério Público Especial junto ao Tribunal de Contas do Estado, João Augusto Bandeira de Melo e o secretário de Estado da Saúde, Antônio Carlos Guimarães.
Por Aldaci de Souza
fonte: http://www.infonet.com.br/saude/ler.asp?id=117764&titulo=saude

Projeto permite que agentes de saúde comprem bicicletas e motos sem impostos


PAUTA DA REUNIÃO DA COMISSÃO ESPECIAL SOBRE O PISO NACIONAL HOJE


CÂMARA DOS DEPUTADOS
COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A PROFERIR PARECER AO PROJETO DE LEI Nº 7495, DE 2006, DO SENADO FEDERAL, QUE "REGULAMENTA OS §§ 4º E 5º DO ART. 198 DA CONSTITUIÇÃO, DISPÕE SOBRE O APROVEITAMENTO DE PESSOAL AMPARADO PELO PARÁGRAFO ÚNICO DO ART. 2º DA EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 51, DE 14 DE FEVEREIRO DE 2006, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS" (CRIA 5.365 EMPREGOS PÚBLICOS DE AGENTE DE COMBATE ÀS ENDEMIAS, NO ÂMBITO DO QUADRO SUPLEMENTAR DE COMBATE ÀS ENDEMIAS DA FUNASA) 54ª Legislatura - 1ª Sessão Legislativa Ordinária

PAUTA DE REUNIÃO ORDINÁRIA
DIA 30/08/2011
LOCAL: Anexo II, Plenário 06
HORÁRIO: 14h



A -
Deliberação de Requerimentos:

1 -
REQUERIMENTO Nº 20/11 - do Sr. Valtenir Pereira - (PL 7495/2006) - que "requer a realização de Seminário Externo na cidade de Cuiabá, estado de Mato Grosso, para debater a implantação do "Piso Salarial Nacional para os Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias"".


2 -
REQUERIMENTO Nº 21/11 - do Sr. Carlos Eduardo Cadoca - que "requer a realização de Audiência Pública desta Comissão Especial na cidade de Recife - PE, com a finalidade de debater o piso salarial dos agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias".

Comissão sobre piso de agentes de saúde votará requerimentos de audiência

Divulgação do Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil

A comissão especial que analisa a definição de um piso salarial nacional para agentes comunitários de saúde e de combate a endemias se reúne nesta tarde para decidir sobre o roteiro de debates nos estados. Estão na pauta requerimentos para a realização de seminário em Cuiabá (MT) e de audiência pública em Recife (PE).

A comissão especial foi criada para avaliar o Projeto de Lei 7495/06, do Senado, que regulamenta as atividades dos agentes e cria cargos na Fundação Nacional de Saúde (Funasa). Diversas outras propostas tramitam em conjunto, como o PL 6111/09, que define o piso nacional da categoria em R$ 1.090 mensais para profissionais com formação em nível médio.

A Emenda Constitucional 63, de fevereiro de 2010, estabelece que uma lei federal definirá o regime jurídico, o piso salarial nacional, as diretrizes para os planos de carreira e a regulamentação das atividades de agente comunitário de saúde e agente de combate às endemias. Segundo essa emenda, caberá à União prestar assistência financeira complementar aos estados e aos municípios para o cumprimento do piso salarial.

A reunião será realizada às 14 horas, no Plenário 6.

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Piso Nacional da categoria. Segundo o ministro Alexandre Padilha a força de mobilização dos ACS E ACE será muito importante para regulamentação.







Dia 04 de outubro
Dia Nacional de Mobilização

A CNTSS, através da sua Coordenação Nacional dos ACS e ACE realiza o Dia Nacional de Mobilização em Brasília. A atividade é parte do calendário de lutas da CNTSS em defesa da categoria.

A mobilização do dia 4 de outubro tem como objetivo pressionar os patrões: o governo federal, os governos estaduais, as prefeituras, os deputados e os senadores para que eles atendam as reivindicações da categoria. No dia 5 de outubro vai ser realizada audiência pública no Senado.

O processo de mobilização tem como objetivo dialogar com a sociedade os três grandes eixos:

1 – Importância do trabalho dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate as Endemias;


2 - A regulamentação da EC-63 que dispõe sobre o Piso Salarial Nacional para a categoria;
3 – Especificidades de cada Estado.

Todas as entidades deverão comparecer a esta grande mobilização. As entidades filiadas estão convocadas à mobilização em Brasília para cobrar das autoridades valorização destes trabalhadores. Agentes de todo o país paralisarão atividades rumo a mobilização nacional promovida pela CNTSS.

Coordenação Nacional dos ACS e ACE/CNTSS

Ruth Brilhant não nega intenção de se filiarem a CUT




Hoje recebi a ligação do meu amigo ACS Damião, dizendo que ligou para a dona Ruth Brilhant, presidente da CONACS e questionou a mesma sobre os boatos de filiação da CONACS a CUT.
Segundo ele Ruth disse que a CUT ofereceu apoio ao movimento dos dias 3, 4 e 5 de outubro, como carro de som, divulgação, camisa e outros e que as discussões tem sido nesse sentido.
Ruth não nega que pode-se ter uma futura filiação a CUT, pois segundo ela a vontade vem de ambas e que a partir de hoje a CONACS se aliará a todas as entidades que lutam pela regulamentação da EC 63, para o fortalecimento da  luta . 

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Sindacs/BA participa da mobilização nacional para regulamentação da Emenda 29



Sindacs/BA participa da mobilização nacional para regulamentação da Emenda 29


O coordenador geral estadual do Sindacs/BA, Aldenilson Viana Rangel viajou para Brasília no dia 22 de Agosto para acompanhar junto ao Ministério da Saúde os andamentos da regulamentação da EC. 29/2000 que será o referencial para a regulamentação do Piso Nacional da categoria. Segundo o ministro Alexandre Padilha a força de mobilização dos ACS E ACE será muito importante.

No dia 23/08 o coordenador do Sindacs/BA esteve na sessão solene na Câmara dos Deputados em homenagem aos 30 anos da Conferência Nacional da Classe Trabalhadora (Conclat), desse evento que surgiu a Central Única dos Trabalhadores (CUT) que no dia 28 de Agosto de 2011 completa 28 anos.

“Conversei com Amauri Teixeira sobre a possibilidade de uma nova audiência pública na Bahia para discutir a Ec. 63, segundo o deputado ele irá colocar uma nova emenda no PPA (Plano Plurianual) para garantir os recursos para o Piso Nacional, cujo relator é o senador baiano Valter Pinheiro”, comentou o coordenador Aldenilson Rangel.

A Audiência Pública foi requerida pelo dep.federal Amauri Teixeira PT-BA no dia 24/08/11 no anexo II, plenário 07, às 9:30h, para definir a data de votação da EC 29/2000 várias entidades como a FIOCRUZ, Conasems, CONASS, CNTSS/CUT, CNS, CFM. Segundo Aldenilson Rangel, o que fica claro é que existem muitos interesses políticos entre a oposição e o governo e no final quem sofre é o povo que necessita de um SUS fortalecido para um melhor atendimento à população. Existe um consenso para até o final de setembro acontecer essa votação.

Conversei com o senador Humberto Costa PT-SP referente a data da audiência pública solicitada pela Coordenação Nacional dos ACS E ACE da CNTSS/CUT para discutir o projeto de regulamentação da EC. 63, junto com o ministro do Planejamento, ministro da Saúde, parlamentares e os ACS e ACE do Brasil.

Segundo o senador Humberto Costa o requerimento já foi aprovado, mas o local tem que ser em um espaço maior para acomodar toda categoria.

“Estive no Ministério da Saúde cobrando uma resposta do ofício entregue pelo Sindacs/BA ao ministro Alexandre Padilha quando esteve na Bahia em fevereiro, a resposta do documento mostra que estamos no caminho certo para criação da portaria para os ACE, o curso de formação técnica e o quantitativo de ACE existentes no Brasil”, destacou Aldneilson.

fonte:http://www.sindacsba.org.br

Comissão sobre agentes de saúde faz seminários no Maranhão e na Paraíba

A comissão especial que analisa a definição de um piso salarial nacional para agentes comunitários de saúde e de combate a endemias realiza hoje dois seminários para discutir a proposta: às 9 horas, no Maranhão, e às 10 horas, na Paraíba.

A comissão foi criada para avaliar o Projeto de Lei 7495/06, do Senado, que regulamenta as atividades dos agentes e cria cargos na Fundação Nacional de Saúde (Funasa). Diversas outras propostas serão analisadas em conjunto, como o PL 6111/09, que define o piso nacional da categoria em R$ 930 mensais para profissionais com formação em nível médio.

A Emenda Constitucional 63, de fevereiro de 2010, estabelece que uma lei federal definirá o regime jurídico, o piso salarial nacional, as diretrizes para os planos de carreira e a regulamentação das atividades de agente comunitário de saúde e agente de combate às endemias. Segundo essa emenda, caberá à União prestar assistência financeira complementar aos estados e aos municípios para o cumprimento do piso salarial.

No Maranhão, o seminário será realizado no Centro de Convenções Governador Pedro Neiva Santana, em São Luís.

Na Paraíba, o seminário será realizado no auditório Espaço Cine Teatro do Sesc, em Campina Grande.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Mobilização dos agentes comunitários em Brasília nos dias 3, 4 e 5 de outubro.

O deputado federal Giroto (PR-MS) apóia a mobilização dos agentes comunitários na capital federal nos dias 3, 4 e 5 de outubro. Nesta data, cerca de 10 mil trabalhadores vão estar na capital federal em defesa dos direitos da categoria. A afirmação foi feita ao presidente do Sindicato dos Servidores e Funcionários Municipais de Campo Grande (Sidem), Marcos Tabosa, no início da noite de terça-feira (24).

De acordo com Tabosa, a categoria vai ficar acampada em Brasília pelos três dias com objetivo de sensibilizar o Ministério da Saúde para que mande um projeto de lei ao Congresso Nacional instituindo o piso nacional dos agentes comunitários. “O piso será escalonada até 2015”, enfatizou o presidente da entidade sindical, explicando que para garantir o recurso necessário ao pagamento dos salários a proposta é atrelar o piso à Emenda Constitucional 29, que estipula valores mínimos a serem aplicados pelo Executivo na área de Saúde. “Nosso objetivo é evitar um impacto imediato na folha de pagamento das prefeituras e ao mesmo tempo garantir receita para o setor”, destacou Tabosa.

Giroto enfatizou que “o piso nacional é uma luta justa da categoria pelo excelente trabalho que realizam, mas pelo grande número de trabalhadores envolvidos é necessário viabilizar os recursos para que o caixa das prefeituras não entre em colapso”.


Em todo o Brasil são 300 mil agentes comunitários, de acordo com Tabosa, explicando que ontem representantes de oito federações da categoria estiveram reunidos em Brasília para organizar a mobilização em outubro
.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Comissão Especial, propõe um piso salarial de Rr$ 1.090,00l (um mil e noventa reais), para essas categorias, o que equivale a dois salários mínimos

Câmara dos Deputados realiza seminário com agentes de saúde 6ª feira em Campina GrandeCom a participação de vários deputados federais, a Câmara dos Deputados, através de Comissão Especial, realizará Seminário na próxima sexta-feira, 10 horas, no auditório do SESC Centro (avenida Floriano Peixoto) com os Agentes de Combate às Endemias e Agentes Comunitários de Saúde da Paraíba.

A informação é do deputado Romero Rodrigues que, em conjunto com sindicatos e associações dos Agentes de Combate às Endemias e Agentes Comunitários de Saúde da Paraíba, está organizando o evento.

Serão discutidos assuntos como a aprovação do Piso Nacional para a categoria, o PCCR, Seguridade Social, a Emenda 29 que destina mais recursos para a saúde e outras matérias interessantes.

O Seminário para tratar da apreciação do PL 7495/06, e demais Projetos de Lei que tratam do regime Jurídico, Piso Salarial Profissional Nacional, as Diretrizes do Plano de Carreira e a Regulamentação das Atividades dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias, contará com as presenças de deputados membros da Comissão Especial, representantes da FUNASA, da Federação e das Associações de ACS e ACE do Estado da Paraíba.

O deputado federal Romero Rodrigues recentemente se reuniu com lideranças dos sindicatos e associações dos Agentes de Combate às Endemias e Agentes Comunitários de Saúde da Paraíba, no Salão Azul da Câmara Municipal, para discutir a realização em agosto de Seminário com a presença de agentes de todo o Estado e a Comissão Especial Parlamentar da Câmara dos Deputados.

A Comissão Especial destinada a proferir parecer ao Projeto de Lei nº 7495, de 2006, do Senado Federal, que “cria 5.365 empregos públicos de Agente de Combate às Endemias, no âmbito do Quadro Suplementar de Combate às Endemias da FUNASA”, aprovou em sua reunião, requerimento de autoria do deputado Romero Rodrigues, para que seja realizado um Seminário na cidade de Campina Grande-PB, para debater o Projeto de Lei nº 7495 de 2006 e seus apensos.

Em sua justificativa, Romero enfatizou a importância das atividades desenvolvidas pelos Agentes de Combate às Endemias e Agentes Comunitários de Saúde, profissionais reconhecidos em todo o país, pelos inegáveis serviços prestados à manutenção da saúde da população brasileira, atendendo principalmente aos mais pobres.

Romero prosseguiu dizendo que “Esses profissionais, já obtiveram muitas conquistas, mais ainda falta muito para que suas atividades tenham corrigidas diversas distorções, principalmente no tocante ao vínculo empregatício e ao piso salarial.”

Ele destacou também que “a Câmara Federal instalou essa Comissão Especial, para tratar especificamente dos temas ligados aos ACS e ACE, e é justo que levemos essas discussões para os Estados, mais próximos dessas categorias profissionais, para tornar o debate mais rico e esclarecedor”.

Rodrigues também é autor do Projeto de Lei 658, de 2011, que “Altera a Lei nº 11.350, de 5 de outubro de 2006, para regulamentar a EC nº 63/10, instituir o piso salarial profissional nacional, as Diretrizes do Plano de Carreira, o Curso Técnico das atividades dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias”. Esta proposta do deputado, que será também analisada pela Comissão Especial, propõe um piso salarial de Rr$ 1.090,00l (um mil e noventa reais), para essas categorias, o que equivale a dois salários mínimos.

fonte acs Roberto


http://www.romerorodrigues.com.br

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

A incompetência da organização do seminário de Salvador-Ba foi da deputada Federal Alice Portugal e deputado federal Amaury Teixeira um vergonha!

Há dias que esse assunto vem sendo comentado, é insistentemente tenho sido cobrado um posicionamento mais duro sobre a palhaçada que aconteceu no seminário de Salvador-Ba, que trata sobre o piso salarial nacional, acs/ace de toda a parte da Bahia me ligam ou manda mensagens pro meu blog ou email questionando a mim! e fazendo duras criticas como se eu fosse o organizador do evento.

Então vamos ser bem claro sobre esse assunto!antes de começar a falar quero dizer que não fui a Salvador fazer turismo e nem muito menos visitar parentes, fui sim tentar buscar iformações pra informar os acs/ace de todo o Brasil!

Lamentavelmente a desorganização do evento e a impossibilidade de transporte pra mim, me fizeram não esta presente no seminário que pelo visto foi uma verdadeira palhaçada, sendo assim antes de fazer qual quer critica ou atribuir respossabilades a terceiros procurem
se informar direito.
Sinceramente fico triste em comentar sobre esse assunto porem e necessário fazer alguns esclarecimentos a organização do seminário de Salvador-Ba ficou na responsabilidade da deputada Federal Alice Portugal juntamente com o deputado federal Amaury Teixeira! quero também informar que a Febacs não fazia parte da organização do seminário.

A responsabilidade da palhaçada que aconteceu neste seminário e da deputada Federal Alice Portugal e deputado federal Amaury Teixeira que lamentavelmente demonstrou que não esta nem um pouco interresados pela causa do acs/ace, prova disso foi a incompetência da organização desse evento, que lamentavelmente vem com um tom de oportunismo de ambos! e espero sinceramente que a comissão especial levante do túmulo do comodismo!

Sem meias palavras amigos acs/ace, o que aconteceu com os acs/ace na Bahia foi uma covardia e um total desrespeito! Deixou uma classe toda frustrada , deixou uma multidão se sentido desrespeitado pela incompetência e desorganização daqueles que só visam seus interesses próprios lamentavelmente o seminário de Salvador-Ba foi pura ilusão.

Acs Roberto

A proposta de escalonamento para a implantação do Piso Salarial da categoria dos agentes comunitários de saúde (ACS) e Combate a Endemias (ACE)




O piso salarial dos agentes comunitários de saúde e combate à endemias foi tema do seminário realizado através da Comissão Especial do Congresso Nacional nesta sexta-feira (19.08) na Assembleia Legislativa da Paraíba. O auditório João Eudes da Nóbrega ficou lotado de representantes dos agentes de diversos municípios paraibanos, à exemplo de Sapé, Gurinhém, Capim, Patos, e outros que apresentaram na ocasião os pleitos da categoria na Paraíba. Também estiveram presentes os deputados federais paraibanos Wilson Filho (PMDB), Luiz Couto (PT), Efraim Filho (DEM), Hugo Motta (PMDB) e Romero Rodrigues (PSDB).




Os debates sobre o projeto de lei n° 7495/2006, do Senado Federal, e que trata da questão, estão sendo levados a diversos Estados, conforme informou o presidente da Comissão Especial da Câmara dos Deputados, deputado Benjamin Maranhão (PMDB).

Durante as discussões foi explicitado que a Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde (CONACS) propõe a fixação do piso salarial nacional dos agentes comunitários de saúde (ACS) e Combate a Endemias (ACE) em R$ 1.090 de forma escalonada, além da questão da regulamentação do exercício profissional em alguns municípios.Também foi destacada a mobilização em âmbito estadual do Poder Executivo em prol do pleito.

A proposta de escalonamento para a implantação do Piso Salarial da categoria é a seguinte: I) 2011/2012 – nos doze primeiros meses após a aprovação do piso R$ 763; II) 2013/2014 – do 13° ao 24° mês, R$ 872; III) 2014/2015 – do 25° ao 36° mês, R$ 951 e IV) (2015) – à partir do 37°, R$ 1.090. Segundo a proposta, deverá ser fixado o mesmo índice utilizado pelo Governo Federal na correção do salário mínimo.

O relator da matéria, deputado federal Domingos Dutra (PT-MA) participou dando explicações sobre o projeto.Ele garantiu que fará os contatos necessários com o governador Ricardo Coutinho e com o prefeito de João Pessoa, Luciano Agra para tratar da regulamentação e do piso nacional. O deputado estadual Raniery Paulino (PMDB), autor da propositura para a realização do seminário na ALPB, destacou a relevância do evento como forma de contribuir para a construção de um documento único nacionalmente, já que tramitam no Congresso outros projetos de teor semelhante. “É uma reivindicação justa e legítima de uma categoria que tem feito um trabalho belíssimo e fundamental melhorando a saúde. Na Paraíba a população reconhece isso e o Poder Legislativo também recepcionando a Câmara e abrindo as portas para essas discussões”, ressaltou Raniery.

A presidente do Sindicato dos Agentes de Saúde do Litoral, Vale e Brejo, Célia Marques afirmou que as discussões foram produtivas, na medida em que representaram um ponto de partida e mobilizaram tanto a categoria quanto os parlamentares. “É uma conquista. Saímos daqui mais animados e confiantes para as discussões que terão continuidade na próxima sexta em Campina Grande, com outros participantes, como os representantes do Ministério da Saúde”, ressaltou ela.

fonte:ALPB
..

sábado, 20 de agosto de 2011

NOTA DE ESCLARECIMENTO DO ACS ROBERTO AOS ACS/ACE DA BAHIA

Bem amigos não queria toca neste assunto, mais se faz necessário devido as varias cobranças de acs/ace de toda a Bahia me pedindo um posicionamento, referente ao seminário da comissão especial que trata do piso nacional dos acs/ace e a Lei nº 7495/06 que aconteceu em Salvador -Ba no dia 18/08/2011.

Infelismente não pode participar ativamente neste evento devido alguns problemas, porém tentei fazer o máximo para a consolidação do nosso piso, no período da manhã estive em alguns gabinetes de deputados com alguns acs/ace pedindo apoio onde alguns prontamente nós atendeu, quero aqui externa os meus agradecimento a eles e aos acs/ace que estiveram lado a lado nesta luta.

Em relação a organização do seminário me parece que houve uma desorganização generalizada de todos os responsáveis pelo o evento! como não estava presente no seminário devido alguns problemas não posso tecer nenhum comentário mais detalhado, mais quero pedi aos acs/ace de toda a Bahia que possamos esta cada vez mais unido.

No mais quero agradecer o carinho de alguns acs/ace que tive o privilegio de conhecer neste encontro abração a todos

acs Roberto

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Eu acs roberto quero parabenizar os acs de Aratuípe por luta de formar brilhante pelo nosso piso salarial nacional !

Caros amigos acs/ace de toda o Brasil, esteve sim no seminário da comissão especial que trata sobre o piso salarial nacional que aconteceu em Salvador- Ba no dia 18/08/2011, porém lamentavelmente não foi possível eu fazer a cobertura total do evento por diversos motivos que sinceramente não quero aqui detalhar. Dentro do que foi possível eu fiz a minha contribuição para consolidação do nosso piso salarial nacional e a sua regulamentação,em conversa com a presidente da Febacs e membra da diretoria da Conacs! a senhora Lúcia Gutenberg ela enfatizou a luta ardua dos acs/ace para que a presidente Dilma Rouseff enviei o projeto de lei federal definido o valor do nosso piso, a mesma detalhou pra mim o que aconteceu na ultima reunião com o ministro da saúde Alexandre Padilha onde o propria disse que a regulamentação do piso só acontecerá após a regulamentação da emenda 29.

O posicionamento da Conacs e de Lúcia Gutenberg sobre esse assunto e que os acs/ace apoiarão a regulemntação da ec 29 sim após o governo federal enviar o projeto de lei definido o valor do nosso piso dos acs/ace.

Eu acs Roberto estive em alguns gabinetes dos deputados estaduais da Bahia entre os gabinetes fomos recebido pelo deputado Pedro Taveres onde prontamente nós atendeu e deixo claro seu apoio aos acs/ace de toda a Bahia pela a regulamentação do nosso piso e o que presizar! quero parabenizar os acs de Aratuípe por lutar de formar brilhante pelo nosso piso salarial nacional .

fonte:acs Roberto

ACS/ACE DE TODA PARTE DA BAHIA LOTAM A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA NO SEMINÁRIO PARA DISCUTIR O PISO SALARIAL!!! MAS FALTOU ORGANIZAÇÃO!



Caros amigos ACS/ACE dos lugares mais longínquos desta imensa Bahia,começo esta matéria agradecendo a cada um de vcs que numa demonstração de luta, união e determinação deixaram seus municípios viajando dias e horas para fazer parte dessa luta.

Agora falando basicamente do evento,o mesmo começou na parte da manhã com o trabalho corpo a corpo, visita aos gabinetes dos deputados na busca por apoio coordenado pela FEBACS, sindicatos e associações.O Seminário estava previsto pra começar as 14:00hs,mas de forma desorganizada e tumultuada só veio de fato acontecer as 15:30hs,pois o plenário da Câmara,onde supostamente aconteceria o seminário,ficou impossibilitado porque estaria acontecendo outro evento.A Deputada Federal Alice Portugal.

Imediatamente providenciou um auditório pra realização do mesmo,e como não comportaria todos os ACS/ACE,seria transmitido via telão para outros auditórios,mas até isso não foi possível.Após uma suposta formação da mesa com a presença da presidente da Febacs,LUCIA GUTEMBER,relator da comissão o Dep.Federal Domingos Dutra e outras Lideranças.


Na tentativa de iniciar o evento a palavra é passada para a FEBACS,que inicia agradecendo a presença de todos e minutos depois é interrompida pela Dep.Alice Portugal que vendo a impossibilidade de continuar o naquele espaço sugeriu então que se fizesse a audiência ao ar livre assim contemplaria todos os ACS/ACE.


E assim foi feito.Sem nenhum conforto as representações subiram num canteiro de plantas que serviu de palco,usando o som de uma camionete e falaram os mais de 3 mil acs/ace que ali aguardavam enciosos.

PALAVRA DO RELATOR DA COMISSÃO ESPECIAL- DOMINGOS DUTRA.

O Dep.Federal Domingos Dutra,relator da comissão especial inicia sua fala lamentando a falta de respeito com a categoria,onde muitos saíram de longe para estarem nessa luta e são recebidos dessa forma sem lugar pra realização do seminário,tendo que se ajeitar na rua.Mas aproveita para parabenizar a FEBACS pela mobilização que provavelmente será a maior do país.

O mesmo continua ressaltando que a comissão passa por dois momento; o primeiro é o convencimento da Presidenta Dilma em enviar o projeto para a Câmara dos deputados e o outro é o convencimento dos governos estaduais,e municipais em ajudar nos encargos sociais.na oportunidade falou que não conseguiu espaço na agenda do Governador da Bahia jaques Wagner e e nem muito menos com a CNM.


Apos as falas de alguns deputados e principalmente da Dep.Alice Portugal ficou mais do claro que o nosso projeto depende basicamente da Presidenta Dilma e que segundo eles também depende do apoio dos governos estaduais e municipais.E falando nisso informo que não foi registrada a presença de nenhum representante da CNM,CONASEMS,e também da presidente da CONACS Ruth Brilhante.

Além da incansavel Dep.Alice Portugal,o evento foi coordenado pela comissão especial na Pessoa do Dep. Federal Domingos Dutra e da Febacs na pessoa de nossa guerreira Lucia Gutemberg e toda a sua diretoria.

OBSERVAÇÃO:

ESSAS FORAM APENAS UMA PRÉVIA DAS INFORMAÇÕES DO SEMINÁRIO REALIZADO EM SALVADOR-BA EM 18/08/2011,VEJA EM BREVE A COBERTURA COMPLETA DO EVENTO E A AVALIAÇÃO DA FEBACS,NA PALAVRA DA PRESIDENTE LÚCIA GUTEMBERG E SUA DIRETORIA

fonte:sindracs e SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO:
RENILDO CERQUEIRA DE SOUZA
DEIJAVAN ROSÁRIO NERI

Luta por piso salarial reúne dois mil agentes comunitários de saúde em Salvador



Mais de dois mil agentes comunitários de saúde e de combate às endemias lotaram o estacionamento da Assembleia Legislativa da Bahia, nesta quinta-feira (18), em defesa da criação do piso salarial nacional e regulamentação da categoria. Os trabalhadores vieram de diversas regiões do estado para um seminário, realizado pela Câmara dos Deputados em parceria com a assembleia baiana, entretanto o grande número de trabalhadores fez com que a audiência fosse realizada na área externa do prédio.

O seminário foi promovido pelos deputados federais baianos Alice Portugal (PCdoB) e Amaury Teixeira, membros da Comissão Especial instalada na Câmara dos Deputados para analisar a criação do piso salarial nacional da categoria, em conjunto a outros 18 projetos de lei relacionados à carreira. O deputado federal do Maranhão, Domingos Dutra (PT), relator do PL que cria o piso, esclarece que os agentes reivindicam dois salários mínimos líquidos. “Hoje a União repassa para os municípios R$750, mas os agentes não recebem esse valor porque tem prefeitura que pega esse dinheiro e tira os encargos ou pagam outras despesas. Então é preciso que a União faça esse repasse de dois salários, e estabeleça reajuste com base no salário mínimo, além das férias e 13º”, disse Dutra.

A deputada Alice Portugal lembra que o piso é uma base e não teto, portanto não impede que os municípios paguem além dos dois salários como já acontece em alguns municípios baianos. Ela chama atenção ainda para a importância da mobilização da categoria nos estados. “Não há como relatar a matéria enquanto o governo federal não enviar para Câmara o valor. o Ministério do Planejamento levanta dificuldades relacionadas à crise financeira e até com a possibilidade de geração de contradição salarial com outros profissionais do quadro da saúde nos vários municípios brasileiros, o que na minha opinião não seria impedimento por se tratar de uma categoria diferente, uma categoria que não está incluída nas folhas de pagamento das secretarias de saúde, mas sim nos programas de Saúde da Família, em esfera federal”, explicou a parlamentar.
Para o deputado Amary Teixeira a mobilização ajuda a sensibilizar os governadores, secretários municipais de saúde e ministérios envolvidos na questão. “Não dá para pagar um salário mínimo ao único profissional que tem dedicação exclusiva ao SUS, o enfermeiro pode trabalhar em outro hospital privado, assim como os técnicos em radiologia. Mas, os agentes comunitários de saúde e combate às endemias só podem trabalhar no SUS. Então não pode ter complemento, ele tem que ter um piso para que ele se profissionalize, pra que se qualifique”, argumenta o deputado.

Presidente da Federação Baiana de Agentes Comunitários de Saúde e de Combates às Endemias (Febacse), Lúcia Gutenberg confirma a existência de discrepâncias. Segundo ela, enquanto algumas prefeituras atrasam o pagamento de um salário mínimo outras pagam acima de mil reais e em dia. “A dinâmica é muito complicada, existem alguns municípios que os agentes tem um certo respeito, outros de jeito nenhum, não só da valorização do salário, mas também da questão da insalubridade”, denuncia.

O piso salarial nacional é visto como marco zero para a construção da carreira. A Bahia é o estado brasileiro com o maior número de agentes comunitários, 37 mil. Esses trabalhadores assumem papel importante para a concretização das atividades do Sistema Único de Saúde (SUS). Eles são responsáveis por levar às comunidades urbanas e aos rincões mais longínquos e pobres da nação brasileira, os Programas de Saúde da Família, onde há grande dificuldade da assistência cotidiana de um médico.

O seminário foi promovido em parceria com o gabinete do deputado estadual Álvaro Gomes (PCdoB) e contou com a presença de diversos deputados como o presidente da Comissão de Saúde da Alba, José de Arimateia (PRB), Jean Fabrício (PCdoB), Bira Coroa (PT), Marcelilno Galo (PT), Sargento Isidoro (PCS) e do líder do governo na assembleia, Zé Neto (PT). Os prefeitos de Capela do Alto Alegre, Dr. Ney e de Itacaré, Antônio de Anísio, além da vereadora de Salvador, Aladilce Souza (PCdoB) também participaram do ato e prestaram apoio aos trabalhadores. O superintendente de Atenção Básica da Secretaria de Saúde do Estado, Ricardo Heinzelmann, representou o governador Jaques Wagner, que por conta de outros compromissos não pôde estar presente.

Foto: Claudio Mota

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

EM BRASÍLIA, A LUTA PELO PISO NACIONAL CONTINUA..


APÓS A MARCHA DAS MARGARIDAS, ONDE SE REUNIRAM MAIS DE 70 MIL PESSOAS, FUI COMO PROMETITDO ATÉ A CÂMARA DOS DEPUTADOS.
JUNTO COMIGO UMA AMIGA DAQUI DE MINAS, EDNA E MEU AMIGO ACE IGOR DE NOVA LIMA.

COMO DE COSTUME, FOMOS ATÉ O GABINETE DO DEPUTADO RAIMUNDO GOMES DE MATOS, ONDE A PRIMEIRA COISA QUE FIZ FOI LIGAR PARA A Dr. ELANE ALVES (ACESSORA JURÍDICA DA CONACS).
ELA DISSE QUE A POUCO TINHA SAÍDO DE BRASÍLIA E QUE ESTAVA A CAMINHO DE GOIÁS.
DISSE A ELA QUE PRECISAVA SABER QUEM FOI E QUEM NÃO FOI A REUNIÃO DA COMISSÃO ESPECIAL DA SEMANA PASSADA, QUE NÃO ACONTECEU POR FALTA DE QUORUM E ELA ME EXPLICOU QUE ELA MESMA E A RUTH, NÃO PUDERAM COMPARECER POR CAUSA DE PROBLEMS PESSOAIS. DISSE TAMBÉM QUE EU PODERIA CONSEGUIR ESSA LISTA DE PRESENÇÃ COM O ZÉ MARIA (SECRETÁRIO DA COMISSÃO), ELA ME EXPLICOU QUE OS PARLAMENTARES NUM CONTEXTO GERAL ESTÃO ATÉ BEM EMPENHADOS, MAS QUE ESTÃO TENDO MUITA DOR DE CABEÇA COM O PRESIDENTE BENJAMIN MARANHÃO, QUE ALÉM DE FALTAR AS REUNIÕES DA COMISSÃO, NÃO TEM INTERESSE NENHUM DE ENVIAR OS OFÍCIOS NECESSÁRIOS PARA A MARCAÇÃO DAS REUNIÕES NECESSÁRIAS E COM O DEPUTADO VALTENIR PEREIRA, QUE TAMBÉM PASSOU TRÊS OU QUATRO REUNIÕES SEM COMPARECER.
ELANE DISSE QUE A REWUNIÃO QUE HAVIA SIDO MARCADA COM O MINISTRO PARA O DIA 2 E AGOSTO, NÃO ACONTECEU, POIS O MINISTRO NÃO QUIS RECEBER OS REPRESENTANTES DA CONACS JUNTO COM OS DEPUTADOS DA COMISSÃO.
FORAM APROVADOS NA REUNIÃO DO DIA 16 DE AGOSTO:
·   SEMINÁRIO PARA O RIO DE JANEIRO (AINDA SEM DATA MARCADA)
·   SEMINÁRIO DE MINAS GERAIS (TAMBÉM AGUARDANDO A DATA CORRETA)
·   MATO GROSSO DO SUL (SEM DATA DEFINIDA)
·   SERGIPE (DIA 29 DE AGOSTO)
·   MARANHÃO (DIA 26 DE AGOSTO)
·   REUNIÃO COM A MINISTRA DO PLANEJAMENTO (SEM DATA DEFEINIDA)
·   REUNIÃO COM O MINISTRO DA ASA CIVIL (SEM DATA DEFINIDA)
ESSAS REUNIÕES COM MINISTROS NECESSITAM DE OFÍCIO ENCAMINHADO PELO PRESIDENTE DA CÂMARA (BENJAMIN MARANHÃO) PARA AGENDAMENTO DAS MESMAS.
OS SEMINÁRIOS ESTADUAIS FICAM POR CONTA DOS DEPUTADOS QUE REPRESENTAM CADA ESTADO MARCAR.
CONVERSEI COM A JÔ MORAIS A RESPEITO DA DATA DO SEMINÁRIO DAQUI E ELA JÁ PEDIU PRA SECRETÁRIA DELA AGENDAR. ELA HAVIA DITO QUE PARA OUTUBRO, PEDI ENTÃO QUE ELA TENTASSE MARCAR PARA SETEMBRO, POIS OUTUBRO FICA MUITO EM CIMA DA HORA E ELA DISSE QUE VAI TENTAR PRO MAIS RÁPIDO POSSÍVEL.
LIGUEI ENTÃO PRO TAL DO ZÉ MARIA E PEDI A CÓPIA DAS LISTAS DE PRESENÇA DAS REUNIÕES DE SEMANA PASSADA E DESSA SEMANA AGORA (DIA 09 E 16 DE AGOSTO). ELE PRIMEIRO COM UMA GRANDE IRONIA E EM MINHA OPINIÃO FALTA DE RESPEITO E ÉTICA, ME PERGUNTOU QUAIS OS SEMINÁRIOS QUE O DEP. RAIMUNDO GOMES DE MATOS COMPARCEU.
DISSE A ELE ENTÃO QUE NÃO SOU FUNCIONÁRIA DO DEPUTADO E SIM UMA AGENTE DE ENDEMIAS ATRÁS DE INFORMAÇÕES.
ELE CONTINUOU COM A IRONIA DIZENDO QUE EU ESTOU TRABALHANDO PARA A DOTOURA ELANE DIREITINHO; EU DISSE QUE ERA DO ESTADO DE MINAS GERAIS E QUE ESTAVA APENAS DEFENDENDO O INTERESSE DA MINHA CATEGORIA E QUE PRECISAVA DAS INFORMAÇÕES PARA POSTAR NO BLOG.
ELE ENTÃO ENVIOU AS LISTAS.
O QUE EU VI NESSA CONVERSA FOI QUE A MÁ VONTADE DELE É COM A CONACS, POIS SE FOSSE PARA A DR. ELANE ELE NÃO ENVIARIA A LISTA, COMO FIQUEI SABENDO QUE ELE JÁ FEZ VÁRIAS VEZES. ELE É RESPONSÁVEL  PELA LISTA DE PRESENÇA, ATA DAS REUNIÕE EM GERAL, E O PIOR, É CONURSADO, POR ISSO FAZ O QUE QUER E DA FORMA COMO QUER.
BOM, NO DIA 9 DE AGOSTO QUE COMPARECEU SEGUNDO ASSINADO NA LISTA DE PRESENÇA FOI:
TITULARES: OSMAR TERRA, CARMEN ZANOTTO, GERALDO RESENDE, JÂNIO NATAL, JÔ MORAES, MENDONÇA PRADO, ROMERO RODRIGUES.
SUPLENTES: FÁBIO COUTO E ROSANE FERREIRA
O QUE MAIS ME CHAMOU A ATENÇÃO NAS LISTAS É QUE O DEPUTADO VALTENIR PEREIRA, REALMENTE NÃO COMPARECEU A NENHUMA DAS DUAS.
PARTIMOS ENTÃO A PROCURA DO DEP. BENJAMIN MAGALHÃES, MAS NÃO ESTAVA NO GABINETE.
CONVERSEI COM O ACESSOR DELE MARCELO MATOS, QUE ME DISSE QUE AS AFIRMAÇÕES DE NEGLIGÊNCIA DO DEPUTADO NÃO PROCEDEM E QUE O MESMO TEM IDO ATÉ NOS SEMINÁRIOS ESTADUAIS; QUE A CONACS QUE ANDA ATROPELANDO AS COISAS, POIS ACHA QUE TODO DEVE SER FEITO AS PRESSAS; QUE ESSAS COISAS DEMORAM MESMO, NÃO ACONTECE DO JEITO QUE QUEREMOS.
SOBRE A FALTA DO DEPUTADO NAS REUNIÕES DA COMISSÃO ELE DISSE QUE O EPUTADO TAMBÉM PARTRICIPA DE DUAS COMISÕES PERMANENTES QUE SÃO A DE ORÇAMENTO E A DE TURISMO E QUE ACONTECEM NO MESMO DIA E HORÁRIO DA NOSSA. ELE DISSE QUE SÃO COMISSÕES EM QUE O DEP. TEM QUE IR, POIS É O PMDB QUE CHAMA.
CHEGOU A DIZER QUE A NOSSA NÃO É PRIORIDADE, POIS NÃO É COMISSÃO PERMANENTE E SIM, COMISSÃO ESPECIAL E QUANDO EU RETRUQUEI:
_SE ELA NÃO É PRIORIDADE E SE ELE ESTÁ TÃO ATAREFADO QUE ELE PEÇA PRA SAIR E DÊ SEU LUGAR DE PRESIDENTE PRA OUTRO DEPUTADO!
ELE DISSE QUE NÃO FALOU QUE NÃO ERA PRIORIDADE E SIM QUE NÃO ERA OBRIGATÓRIA, COMO AS OUTRAS DUAS.

DISSE TAMBÉM QUE NO DIA 2 DE AGOSTO QUEM RECEBEU A CONACS FOI OS ACESSORES DO MINISTRO; E OS MESMOS DISSERAM QUE A EC 29 ESTÁ AMARRADA A CSS, OU SEJA, PRA ELA SER APROVADA TERIA QUE VOLTAR A CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação ou Transmissão de Valores e de Créditos e Direitos de Natureza Financeira)

.
O que significa a sigla CSS?

CSS é a sigla para Cascading Style Sheets que em português foi traduzido para folhas de estilo em cascata e nada mais é, que
um documento onde são definidas regras de fomataçãoumento onde são definidas regras de fomatação ou de estilos, a serem aplicadas aos elementos da marcação de um
documento HTML.

CONTEI A ELE A REALIDADE DA PRECARISAÇÃO DE ALGUNS ACS E ACE NO BRASIL, INCLUSIVE EM ITABIRA E DISSE A ELE QUE NOSSA LUTA JÁ SE ESTENDE A ANOS, QUE É MUITO FÁCIL FALAR QUE A CONACS ESTÁ ATROPELANDO AS COISAS, E QUE NÃO SE RESOLVE COM FACILIDADE SE NÃO SE SENTE NA PELE O QUE NÓS PASSAMOS EM NOSSO DIA A DIA.

DEIXO AQUI A FRASE DO MEU AMIGO IGOR (ACS DE NOVA LIMA)

“PORQUE NÓS ESTAMOS COM PRESSA SE PRA VOTAR O AUMENTO DOS MINISTROS FOI APENAS QUESTÃO DE MINUTOS, O ROMBO NO ORÇAMENTO FOU ENORME E NEM ISSO IMPEDIU DE REAJUSTAREM O SALÁRIO DELES”

INFELIZMENTE, PELO FATO DE DOIS MINISTROS TEREM PEDIDO PRA SAIR, ONTEM A CÂMARA ESTAVA INSUPORTÁVEL E NÃO CONSEGUI ACHAR NENHUM DEPUTADO NOS GABINETES, POIS ESTAVAM ESPALHADOS EM VÁRIAS REUNIÕES QUE ACONTECERAM O DIA TODO.

NÃO CONSEGUI FALAR COM O DEPUTADO VALTENIR PEREIRA

ESTOU TENTANDO LEVANTAR RECURSOS PARA VOLTAR A BRASÍLIA NA SEMANA QUE VEM, A PEDIDO DA CONACS, NOS DIAS 23 E 24, PARA ASSISTIR A REUNIÃO DA COMISSÃO ESPECIAL NA TERÇA E FAZERMOS ALGUMAS ARTICULAÇÕES NA QUARTA.

MAS O QUE LHES POSSO ADIANTAR É QUE JÁ ESTÁ SENDO PREPARADA UMA GRANDE MOBILIZAÇÃO PARA OS DIAS 3,4 E 5 DE OUTUBRO, SENDO QUE NO DIA 3 HAVERÁ UMA SESSÃO SOLENE EM HOMENAGEM AOS ACS E ACE PELO NOSSO DIA QUE É DIA 4 DE OUTUBRO.



ACE PRISCILA

MATERIAS DO BLOG DO ACS ROBERTO