SEJA UM SEQUIDOR DO BLOG DO ACS ROBERTO

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Confederação dos Agentes Comunitários de Saúde e de Combate às Endemias de Sergipe!


O deputado Eduardo Amorim (PSC/SE) recebeu em seu gabinete os representantes da Confederação dos Agentes Comunitários de Saúde e de Combate às Endemias de Sergipe. Eles foram solicitar o apoio a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 391/2009, que estabelece o plano de carreira e piso salarial profissional nacional dessas categorias.

Nesta quinta-feira (09) será criada a Comissão Especial destinada a proferir parecer a PEC 391. O deputado Eduardo Amorim faz parte da comissão e luta pelos agentes desde que era secretário de Saúde de Sergipe. “Temos 5 mil Agentes de Saúde em nosso Estado. E não só luto pela melhoria salarial da classe como viabilizamos por meio de Emenda Parlamentar o
Projeto de Inclusão Digital dos Agentes Comunitário, financiado pela Secretaria de Ciência e Tecnologia (SECIS-MCT), com o objetivo de criar uma capacitação qualificada dos Agentes e o melhoramento das informações passadas à população. Nossa luta não começou agora”, explicou Eduardo Amorim.

Projeto de Inclusão Digital -
O projeto é realizado no Estado com o apoio da Universidade Tiradentes, Secretaria de Estado da Educação, Prefeituras e Secretarias Municipais de Saúde dos primeiros 23 municípios beneficiados na primeira etapa do projeto, que desde março de 2008 acontece no Distrito Federal e desde novembro no Ceará.

Em Sergipe, o projeto contempla os municípios desde janeiro desse ano, e teve início em Nossa Senhora das Dores, Ribeirópolis, Propriá e Itabaiana. Hoje já são 23 municípios: Aquidabã, Canhoba, Cristinápolis, Frei Paulo, Indiaroba, Lagarto, Malhada dos Bois, Maruim, Poço Redondo, Riachão do Dantas, Santa Luzia do Itanhy, Santa Rosa de Lima, Santo Amaro das Brotas, São Domingos, São Miguel do Aleixo, Siriri, Tobias Barreto, Tomar do Geru e Umbaúba.

O projeto tem como objetivo proporcionar aos Agentes Comunitários de Saúde e de Combate às Endemias e à população menos favorecida em 23 municípios, o acesso às facilidades da tecnologia para informação, educação e comunicação, durante um ano, por meio da instalação de Centros de Acesso a Tecnologias para Inclusão Social (CATIS) e oferta de oficinas práticas em informática, com o apoio da Secretaria de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social, do Ministério de Ciência e Tecnologia.

fonte:www.faxaju.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FAÇA UMA PERGUNTA AO ACS ROBERTO!

MATERIAS DO BLOG DO ACS ROBERTO