SEJA UM SEQUIDOR DO BLOG DO ACS ROBERTO

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Segundo agente de Endemias, Carlos Alberto, “Não há contra indicação, a vacina pode ser aplicada em qualquer cão ou gato que tenham mais de dois meses



Campanha anti-rábica em Lagoa Seca


A Prefeitura Municipal de Esperantina através da Secretaria Municipal de Saúde com o auxilio do PSF de Lagoa Seca, estão realizando durante todo o dia de hoje (02/10) a campanha anti-rábica, que teve inicio no mês passado (12/09) em todo o município, o dia “D”de vacinação anti-rábica para cães e gatos.

Segundo agente de Endemias, Carlos Alberto, “Não há contra indicação, a vacina pode ser aplicada em qualquer cão ou gato que tenham mais de dois meses de idade”. “As fêmeas prenhes ou que estejam amamentando também devem receber a vacina, pois não há risco para mãe nem para os filhotes.” Disse o Agente de Saúde do PFS de Lagoa Seca, Edilson Oliveira.



Cerca de 100 postos serão montados e distribuídos nos principais pontos da cidade e da zona rural de Esperantina. A organização estima vacinar 28 mil cães e 12 mil gatos, o que corresponde a um total de 40 mil animais em todo o Estado.
A vacina anti-rábica é gratuita e serve para prevenir os animais domésticos do vírus da raiva, doença que acomete a maioria dos animais.

Um comentário:

  1. Infonet Política


    Agentes de saúde cobram apoio dos vereadores
    A categoria cobra melhores salários e condições de trabalho. Presidente da Câmara prometeu formar comissão para negociar com a prefeitura
    19/10/2009 - 14:59

    Agentes tomaram a frente da Cmaju
    Os agentes comunitários de saúde e de combate a endemias de Aracaju fizeram protesto na manhã desta segunda-feira, 19, em frente à Câmara de Vereadores. A categoria cobra melhores condições de trabalho e salariais. A Tribuna Livre foi ocupada pelo presidente do Sindicato dos Agentes Comunitários de Aracaju (Sacema), Jeilson Santos da Assunção, que recebeu a garantia do presidente da Casa de que será montada uma comissão para tentar negociar junto à Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA).

    Jeilson Santos conta que desde a greve realizada em abril que a categoria tenta abrir espaço para a negociação, “mas até o momento não houve nenhum avanço”, garante. Segundo o
    Jeilson cobrou intervenção dos vereadores
    presidente do Sacema, Aracaju é um dos municípios que tem o menor salário de agente no Estado, enquanto no vizinho Socorro um agente recebe quase R$ 800.

    Hoje um agente em Aracaju recebe R$ 413 e um agente de endemias R$383 líquidos. Em novembro, agentes de todo país irão se reunir em Brasília para cobrar a aprovação do projeto de lei que implementa o piso nacional da categoria, no valor de R$ 930.

    Além de um salário melhor, os agentes pedem a volta do pagamento da insalubridade. “Completou um ano no dia 13 de outubro que retiraram a insalubridade porque passaram a dizer que era inconstitucional”, explica a integrante do
    Marilene (à direita) mostra a lista de reivindicações
    sindicato, Marilene da Ressurreição.

    “Não é possível viver e dar um trabalho digno à comunidade dessa forma. Cada dia os colegas tem se sentido mais desmotivados para continuar trabalhando”, ressalta Célia Oliveira, que trabalha como agente comunitária de saúde há 12 anos. Segundo ela, durante todo esse tempo houve mais perda do que ganho para a categoria.

    Por Carla Sousa

    ResponderExcluir

FAÇA UMA PERGUNTA AO ACS ROBERTO!

MATERIAS DO BLOG DO ACS ROBERTO