SEJA UM SEQUIDOR DO BLOG DO ACS ROBERTO

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

200 agentes comunitários de saúde e de endemias participaram do treinamento.


Se por um lado a antecipação do período chuvoso em um mês trouxe alívio para quem sofria com o forte calor e poeira, por outro trouxe à cena um velho e conhecido inimigo da saúde pública: o Aedes Aegypti, mosquito transmissor da dengue. Somente na última semana foram notificados três casos de dengue em Itumbiara, nos setores Dom Bosco, Bela Vista e Afonso Pena. A equipe de Endemias isolou cerca de 80 residências ao redor dos locais onde foram encontrados focos do mosquito, com aplicação de larvicidas e o Deltrametrina com o fumacê costal, para destruir os focos. Nos primeiros nove meses do ano foram confirmados 1.015 casos de dengue no município, mas a doença vinha perdendo terreno desde maio. Como 2009 está sendo um ano atípico, com chuvas todos os meses, o problema voltou a preocupar as autoridades de saúde.
Na última quarta-feira, a Secretaria Municipal de Saúde reuniu 200 agentes comunitários de saúde e de endemias para um curso com a coordenadora do Núcleo de Vigilância Epidemiológica, Julice Freitas Barbosa. Coordenadoras, diretoras e professoras de escolas públicas também participaram do treinamento. O secretário municipal de Saúde, Edward Robinson Lacerda e o gerente de Endemias, Luciano Ferreira, fizeram a abertura do treinamento, que aconteceu no auditório do Centro Espírita Césaro Franco Ribeiro.
Mobilização
Segundo Edwarde, a SMS em parceria com a Secretaria de Educação, associações de bairros e sociedade organizada, vão realizar a campanha Itumbiara Sem Dengue - Faça Sua Parte, para conscientizar a população sobre os cuidados com a dengue. O lançamento será feito no dia 05 de outubro, às 8h, na Praça da República e o trabalho terá início no centro da cidade, onde foi registrado o maior número de casos neste ano. As atividades educativas vão atingir todos os bairros, com panfletagem e atividades nas escolas, como teatro, paródias, concurso de frases e outros temas. A SMS vai contratar mais 40 agentes, através de processo seletivo, para intensificar as ações de combate ao vetor. De acordo com Luciano Ferreira, o índice de pendência, ou seja, de imóveis que não foram visitados pelos agentes, está em 16%, enquanto o máximo tolerado é 10%.
Uma das dificuldades é encontrar os moradores na residência, já que em alguns casos os pais trabalham o dia inteiro e os filhos estão na escola. Os agentes já tentaram alternativas, como fazer o trabalho no horário de almoço, mas o resultado ainda não é o ideal. Ele explica que o ciclo do Aedes, do ovo ao mosquito, dura cerca de 7 dias e com a chegada das chuvas, as ações precisam ser ampliadas para que a cidade não sofra com outra epidemia de dengue
.fonte:/www.folhadenoticias.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FAÇA UMA PERGUNTA AO ACS ROBERTO!

MATERIAS DO BLOG DO ACS ROBERTO