SEJA UM SEQUIDOR DO BLOG DO ACS ROBERTO

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

OS AGENTES COMUNITARIO DE SAÚDE SÃO OS HEROIS DA SAÚDE DO BRASIL.



Prefeitura de Teresina capacita agentes em saúde mental

SAÚDE MENTAL − Para melhorar a assistência integrada às pessoas portadoras de transtornos mentais, a Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Saúde (FMS), está realizando o curso de Capacitação em Saúde Mental, envolvendo todos os profissionais que integram as equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF) do município. O curso teve início nesta terça-feira, 8, no auditório da FMS, e se estenderá até a sexta-feira, 11, com a participação todas as 76 equipes da Regional Centro-Norte e do Programa Agentes Comunitários de Saúde (Pacs).

Participam do curso médicos, dentistas, enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes comunitários de saúde que compõem cada uma das equipes da ESF. A capacitação para a regional Centro-Norte está sob a responsabilidade do Centro de Apoio Psicossocial (Caps II), que assiste portadores de transtornos mentais da mesma região. A iniciativa atende proposta do I Encontro entre Saúde Mental e Atenção Básica, ocorrido em junho deste ano, sendo parte do processo de formação continuada.

A coordenadora da Regional Centro-Norte, Cláudia Glauciene, informa que a capacitação visa a discutir o papel das equipes na assistência a esse segmento da população e em que situação essas pessoas deverão ser encaminhadas aos Caps. “Com o treinamento, as equipes estarão melhor preparadas para o encaminhamento dos pacientes à rede de atenção básica, e a FMS pretende fechar o ano de 2009 com 100% das equipes treinadas”, adianta, acrescentando que o treinamento vai também permitir um conhecimento real do número de pessoas portadoras desses transtornos por microárea.

Para a coordenadora do Caps II Centro-Norte, psicóloga Cleonice de Castro Teles, o atendimento à saúde tem que ser visto como um todo – e não de forma isolada –, sendo essencial, neste caso, a preparação da atenção básica em prol dessa demanda, que há muito tempo conta apenas com a assistência hospitalar psiquiátrica através das internações, cuja tendência é deixarem de existir, de acordo com nova resolução, uma vez que também contribuem para o aumento da discriminação da sociedade.

“O agente comunitário interage com a população e, por isso, tem melhores condições de identificar o paciente, a partir da mudança de hábitos e comportamentos que acarretam prejuízos”, explica a psicóloga. “As pessoas com transtornos mentais sofrem o paradigma do preconceito da sociedade em que vive por conta da falta de informação, e esse treinamento tem como uma de suas finalidades romper com essa discriminação”, reforça. Com melhor assistência, segundo ela, esse paciente deverá recuperar suas condições de saúde e viver reintegrado na família e na sociedade.
FONTE: TV CANAL13

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FAÇA UMA PERGUNTA AO ACS ROBERTO!

MATERIAS DO BLOG DO ACS ROBERTO