SEJA UM SEQUIDOR DO BLOG DO ACS ROBERTO

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Cerca de 30 agentes comunitariode saúde se reunirão na Câmara Municipal de Campo Grande para pedir uma revisão quanto aos valores salariais

Agentes de saúde querem que Prefeitura explique supostas irregularidades nos valores de salários

Clique na foto para ampliar
Agentes de saúde compareceram esta manhã na Câmara Municipal alegando irregularidade em seus salários
Foto: Deurico/Capital News

Cerca de 30 agentes de saúde compareceram na manhã desta quinta-feira, 3 de novembro, da sessão da Câmara Municipal de Campo Grande para pedir uma revisão quanto aos valores salariais estipulados em folha. Os servidores cobram explicações quanto aos valores, já que, segundo a Lei Federal 11.350 de 06/10/2006, é publicada uma tabela salarial, que garante reajustes anuais para aos agentes comunitários. O salário atual da categoria é de R$ 500 e, seguindo o reajuste estipulado por lei, o valor subiria para aproximadamente R$ 2.500 em 2009. Os agentes pedem para que seja esclarecidas as razões dos valores não terem sido reajustados, já que a verba repassada pelo SUS (Sistema Único de Saúde) é federal e não altera em nada as verbas do município.

“Os recursos federais que vem para os agentes, o prefeito recebe, mas não repassa”, afima Amado Cheikh, diretor de relação institucional do Sindicato dos Trabalhadores de Saúde Pública de Campo Grande (Sintesp). “A lei existe, só falta cumprir. Viemos aqui para pedir que os vereadores verifiquem essa questão” disse o agente Ivar Zanette, diretor financeiro do Sintesp.

O vereador Mario Cesar (PPS), vice-líder do prefeito de Campo Grande Nelson Trad Filho (PMDB), informou que irá entrar em contato com o prefeito para esclarecer o assunto. “A verba do SUS são destinadas para isso. Não há nenhum desvio. Os direitos deles são reais e legais. Vamos tentar falar com o prefeito para resolver essa questão” disse o vereador.



O secretário Municipal de Saúde, Luiz Henrique Mandetta, informou ao Capital News que os servidores devem tentar resolver a questão no período de dissídio que está programada para maio 2010, mas não esclareceu sobre o conhecimento da lei federal. “Os trabalhadores devem se reunir através do sindicato e fazer as suas reivindicações no período de dissídio coletivo, que será em maio. No momento, é hora de trabalhar por causa da dengue” reclamou o secretário.

Clique na imagem para acessar a galeria

Amado Cheick e Ivar Zanette, membros do Sintesp, mostram lei que traria planilha com salários até 2011
Foto: Deurico/Capital News

Por Jefferson Gonçalves e Marcelo Eduardo - Capital News


FONTE:/www.capitalnews.com.br

2 comentários:

  1. Roberto!! Seja sincero com todos nós ACS e ACE vc acha que a PEC sera promulgada ainda este ano, sendo que faltam menos de 15 dias para os congressistas entrarem em recesso.SE você não souber a resposta por favor procure saber e nos de esta iformação estamos todos apreensivos quanto ao tempo que falta.
    Grato - Moisés BA

    ResponderExcluir
  2. SINCERAMENTE A MINHA TORCIDA E QUE SIM QUE TUDO DE CERTO MAS CONFESSOR QUE ESTÁ MUITO DIFIL TEM MUITO POUCO TEMPO E CASO OCORRA A MESMA COISA DO DIA 02/12/2009 E QUASE IMPOSSIVEL. VAMOS FICAR NA TORCIDA NA ESPERANÇA DE CONSEQUIRMOS ESTA VITÓRIA. CERTAMENTE NO DIA 02/12/2009 NOS PERDEMOS A BATALHA MAS A GUERRA NOS ESPERAMOS AGORA E A HORA DE LEVANTARMOS RUMO A VITÓRIA DESEJADA E EM BUSCA DO MILAGRE INESPERADO.PARA QUE DE FATO SEJAMOS MÁS QUE VENCEDORES.

    COM CARINHO
    ACS ROBERTO

    ResponderExcluir

FAÇA UMA PERGUNTA AO ACS ROBERTO!

MATERIAS DO BLOG DO ACS ROBERTO