SEJA UM SEQUIDOR DO BLOG DO ACS ROBERTO

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

A agente de saúde Iolene Pereira de Carvalho revelou que é funcionária do município há 11 anos, mas nunca teve sua contribuição paga ao INSS

POR JULLY CAMILO

Mais de cem 100 servidores públicos municipais da cidade de Alcântara estiveram na manhã de ontem, em São Luís, para protestar contra o descumprimento de acordos firmados entre o movimento grevista e a prefeitura municipal, que englobam melhoria salarial, criação Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS), regularização previdenciária, entre outros. Por volta de 9h, os servidores que estão em greve há 32 dias, foram recebidos na Assembléia Legislativa do Estado, por alguns deputados estaduais onde discutiram a pauta de reivindicações da categoria e os rumos que a greve pode tomar.

De acordo com a presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Alcântara (Sinsep-MA), Rowsyklea Pereira Araújo, no dia 18 de dezembro do ano passado a categoria se reuniu com o prefeito Raimundo Soares do Nascimento, o assessor jurídico e o vice-prefeito, que explicaram sobre a atual situação financeira do município e revelaram que algumas das reivindicações poderiam sim atendidas imediatamente, já outras seriam impossíveis por conta da falta de recursos.

Foto: G. FERREIRA

Funcionários do município de Alcântara protestaram em São Luís

“A perícia para a definição do percentual de pagamento de insalubridade para os operacionais e servidores da Secretaria de Saúde foi atendido logo após o início da greve, mas a recuperação emergencial da única escola de nível fundamental do município não poderá ser recuperada, porque o prefeito alegou que o ex-secretário de finanças teria desviado R$ 312 mil, o que inclusive resultou na investigação da Polícia Federal”, declarou.

Segundo Rowsyklea Pereira, a categoria reivindica também melhoria nas condições de trabalho, criação do plano de cargos e carreira de todas as categorias, melhoria salarial dos técnicos, eleição para direção das escolas, regularização da contribuição do INSS, a exoneração da atual Secretária Municipal de Educação, Silvana Franco Leitão, entre outros. “Existem aproximadamente 700 servidores municipais em Alcântara e a maioria recebe um salário mínimo por suas atividades, com exceção dos cargos comissionados que recebem um salário maior”, disse ela.

A agente de saúde Iolene Pereira de Carvalho revelou que é funcionária do município há 11 anos, mas nunca teve sua contribuição paga ao INSS. Ela afirmou que precisa realizar uma cirurgia para repor uma válvula do coração e por isso necessita que o beneficio seja regularizado. “Fui à Previdência Social retirar um extrato para conferir meu saldo e me deparei com a informação de que não há remuneração encontrada para o vínculo. Precisamos de ajuda, pois Alcântara está abandonada não temos educação de qualidade, a saúde está ‘doente’ e a segurança pública não existe”, afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FAÇA UMA PERGUNTA AO ACS ROBERTO!

MATERIAS DO BLOG DO ACS ROBERTO