SEJA UM SEQUIDOR DO BLOG DO ACS ROBERTO

quarta-feira, 10 de março de 2010

OS AGENTES COMUNITARIO DE SAÚDE/ACE DEVE SER RESPEITADOS,

Caros companheiros trabalhadores
Nascemos pra fazermos a diferença e fazer a justiça acontecer!!!!!

Assédio Moral é crime!!

Se você se sente agredido (a) moralmente e acha que o motivo da perseguição é leva-ló (lá) a pedir demissão, não pense duas vezes: vá à Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE) e faça sua queixa. Em 2003, a SRTE da Bahia registrou 21 processos. Isso explica o exercício da cidadania e o trabalhador buscando seus direitos e se explica o aumento de 400% de processos em apenas dois anos. De janeiro a julho de 2007, SRTE já registrou 24 processos.

A estatística seria maior se as vítimas que têm medo de denunciar a agressão fossem à SRTE. Assédio Moral sempre houve. Quem nunca teve um (a) chefe prepotente que se acha genial e dono (a) do subordinado (a)? Denunciar é que era difícil, não havia eco para as queixas. A pessoa agredida moralmente ficava calada. Depois da democratização do País e da Constituição de 1988, quando algumas instituições como o Ministério Público e a Defensoria Pública ficaram mas fortes as pessoas perceberam que seus direitos são valiosos.

Vale lembrar que o Assédio Moral é discriminatório. As mulheres são as mais descriminadas do que os homens. As manifestações de assédio moral contra profissionais do sexo feminino não são iguais às praticadas contra o homem.

“ Em relação às trabalhadoras, são comuns piadas grosseiras, intimidação, submissão a qualquer ordem e comentário sobre a aparência. No caso dos homens, a tática consiste em promover o isolamento e fazer comentários sobre sua virilidade, capacidade de trabalhar e manter a família”

Intolerância religiosa e sexual são fatores importantes para as agressões. Pessoas que adquirem doenças ocupacionais e representantes de sindicatos também estão mais expostos, ficam mais sujeitos às ironias, gozações e broncas.

Os representantes ou mesmos filiados de associações e sindicatos, muitas vezes são perseguidos como parte política de intimidação. E alguns supervisores perseguem as lideranças para calar os demais trabalhadores e para mostrar ao padrão que na sua gestão ninguém reclama. E o medo de perder o cargo, e as vantagens que dele provém e o poder que conseguiu na vida. Esquecem-se que bons profissionais se forma pela competência, pela boa convivência, pelo respeito dos direitos e aos deveres. Esqueceram também que o chefe de hoje pode votar a ser o subordinado de amanhã.

CONHEÇA 25 ATOS QUE CARACTERIZAM O ASSEDIO MORAL:

  1. Marcar tarefas com prazos impossíveis de serem realizados;
  2. Ridicularizar, inferiorizar, culpar e desacreditar à vítima diante de outras pessoas;
  3. Impedir a vítima de se expressar e impedi-la de explicar o porquê;
  4. Desestabilizá-la emocionalmente e profissionalmente fazendo-a a perder a autoconfiança e o interesse pelo trabalho;
  5. Rir das dificuldades alheias ao invés de procurar a ajudar;
  6. Passar a vítima de uma área de responsabilidade para funções triviais;
  7. Tomar crédito de idéias da vítima;
  8. Ignorar ou excluir a vítima só se dirigir a ela por terceiro;
  9. Sonegar informações de forma insistente;
  10. Dar tarefas sem sentido ou que jamais utilizadas e que irão mesmo é para o lixo;
  11. Espalhar rumores maliciosos;
  12. Dar tarefas por meio de terceiros ou colocá-las na mesa da vítima sem avisar;
  13. Criticar com persistência;
  14. Controlar o tempo de idas ao banheiro;
  15. Subestimar esforços;
  16. Tornar público algo intimo da vítima;
  17. Delegar cada vez menos tarefas alegando incapacidade da vítima;
  18. Negar folgas e emendas de feriado quando outros empregados são dispensados;
  19. Reclamar dos problemas de saúde da vítima;
  20. Negar oportunidade de treinar e ascensão na carreira;
  21. Oferecer melhores colocações, melhores condições de trabalhos a funcionários mais novos, deixando de obedecer aos critérios como tempo de serviço e qualificação assegurados aos mais antigos;
  22. Espalhar entre os (as) colegas que a vítima esta com problema nervoso;
  23. Sugerir que a vítima peça demissão, por sua saúde;
  24. Subir em mesa e chamar a todos de incompetentes;
  25. Forçar a demissão da vítima, impondo tarefas impossíveis ou mesmo sugerindo o pedido dessa demissão.

Qualquer ato de humilhe, desrespeite, menospreze, descrimine você ou seu amigo, pode ser considerado assédio moral.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FAÇA UMA PERGUNTA AO ACS ROBERTO!

MATERIAS DO BLOG DO ACS ROBERTO